sicnot

Perfil

Economia

Greve dos controladores aéreos cancela 105 voos no aeroporto de Paris-Orly

A greve dos controladores aéreos em França, organizada hoje no quadro dos protestos contra a reforma laboral, levou ao cancelamento de 105 voos no aeroporto parisiense de Orly, informou a Direção Geral da Aviação Civil (DGAC).

© Jacky Naegelen / Reuters

Um porta-voz da DGAC indicou à agência noticiosa espanhola Efe que os cancelamentos estiveram em conformidade com as indicações dadas às companhias aéreas para reduzirem em 15% os voos previstos para Orly.

Nos restantes aeroportos franceses não houve necessidade de suprimir voos, mas durante a manhã registaram-se atrasos, em particular em Nantes e Rennes.

Durante a tarde, houve apenas "atrasos pontuais" em Orly, indicou o porta-voz, acrescentando que a situação deverá voltar ao normal na sexta-feira.

Para a próxima semana, todos os sindicatos dos controladores aéreos apresentaram pré-avisos de greve para os dias 03, 04 e 05 de junho, mas com reivindicações relacionadas com as negociações do seu acordo coletivo e contra a redução de efetivos.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Trump volta a garantir que não tentou interferir na investigação do FBI
    0:17

    Mundo

    O Presidente dos EUA reitera que não tentou interferir na investigação do FBI em relação às alegadas interferências da Rússia nas eleições presidenciais. Questionado sobre as gravações das conversas que manteve com o ex-diretor da polícia de investigação, James Comey, Donald Trump prometeu esclarecimentos num futuro breve.

  • "A informação pode ter saído depois da hora do exame de Português"
    1:19

    País

    O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais diz que é preciso aguardar pelas conclusões do relatório sobre a alegada fuga de informação do exame nacional de Português. Jorge Ascensão defende que a investigação deve causar o mínimo de impacto aos alunos que realizaram a prova.