sicnot

Perfil

Economia

Pedidos de subsídio de desemprego nos EUA no nível mais baixo desde 1973

O número de pedidos semanais de subsídio de desemprego nos Estados Unidos reduziu 10.000 a semana passada para 268.000, mantendo o seu nível mais baixo desde 1973, informou hoje o Departamento de Trabalho norte-americano.

© David McNew / Reuters

Os 268.000 pedidos são um número inferior às previsões dos peritos, que antecipavam uma subida para 275.000 durante o período entre 15 e 21 de maio.

A média de pedidos nas últimas quatro semanas, indicador mais fiável para determinar a tendência do mercado de trabalho nos Estados Unidos, cresceu 2.750 e ficou em 278.500.

Os 278.500 pedidos foram o número mais alto registado em 2016 e os analistas atribuem a subida aos pedidos de subsídio de desemprego apresentados no início de maio pelos professores de Nova Iorque.

O número de pessoas que recebe o subsídio permanente de desemprego aumentou 10.000 e ficou em 2,16 milhões de pessoas, informou ainda o Departamento de Trabalho.

A taxa de desemprego nos Estados Unidos manteve-se nos 5% em abril, o que demonstra uma certa melhoria no mercado de trabalho do país, apesar da incerteza devido ao estado da economia mundial, o preço do petróleo e o consumo moderado.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.