sicnot

Perfil

Economia

Ex-gestores do BPN Crédito condenados a penas suspensas por burla e abuso de confiança

Um ex-presidente do BPN-Crédito e mais três ex-administradores foram hoje condenados a penas entre os dois e cinco anos de prisão, suspensas na sua execução, por concederem empréstimos irregulares de 21 milhões de euros e um desfalque de 3,5 milhões.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O coletivo de juízes do Tribunal São João Novo, no Porto, interditou ainda os arguidos de exercerem atividade em bancos em Portugal e obrigou-os a ressarcir o banco do prejuízo causado, através do estabelecimento de um plano de pagamento.

"A concessão de empréstimos não era para enriquecimento pessoal, mas para o enriquecimento de terceiros que não foram arguidos no processo", salientou o juiz presidente.

Os arguidos, com idades entre os 47 e 51 anos, aprovaram créditos fraudulentos de 21 milhões de euros, valor já ressarcido ao banco.

O crédito, que tinha como finalidade a compra de carros, era usado "à revelia do banco" para financiar dirigentes e clubes de futebol da região Norte e negócios privados.

Os contratos, que referiam destinar-se a empréstimos para a aquisição de carros de luxo, eram fictícios, dado não haver qualquer compra.

Os créditos eram concedidos sem as garantias necessárias e com taxas de juro "irrisórias" para a época.

Em 2001, depois desta situação no BPN-Crédito, com sede no Porto, ter sido tornada pública, os arguidos demitiram-se.

Lusa

  • O processo BPN em números
    0:54

    Economia

    O processo do BPN já conta com milhares de documentos e centenas de horas e pessoas envolvidas. O caso começou a ser julgado há, precisamente, 5 anos e 5 meses. Até à data já se contabilizaram mais de 400 dias de sessões de tribunal e quase 700 de trabalho. As alegações finais começam amanhã.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07