sicnot

Perfil

Economia

Marcelo vai tentar sensibilizar Merkel para injustiça de sanções a Portugal

O Presidente da República realiza uma visita oficial a Berlim entre domingo e segunda-feira, tendo como principal objetivo sensibilizar as autoridades alemãs para a "injustiça" que representaria a aplicação de sanções a Portugal devido ao défice.

TIAGO PETINGA

O próprio chefe de Estado admitiu, na quinta-feira, que "há um tema fundamental para tratar em Berlim e esse tema fundamental é o tema das sanções", que voltou à agenda europeia e nacional após o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schauble, ter alegadamente manifestado a sua oposição ao adiamento de sanções a Espanha e Portugal decidido pela Comissão Europeia, durante uma reunião dos ministros das Finanças da União Europeia (Ecofin), na passada quarta-feira em Bruxelas.

"Eu penso que é uma injustiça estar a aplicar sanções a Portugal por causa do ano de 2015 e vou explicar isso. Há razões para isso, não é uma razão sentimental ou emotiva", sustentou Marcelo Rebelo de Sousa, que tem previstos encontros, na segunda-feira, com a chanceler Angela Merkel e ainda com o Presidente da República Federal, Joachim Gauck, e com o presidente do Bundestag (parlamento federal), Norbert Lammert.

Nestes encontros, o Presidente da República irá então explicar as diversas razões pelas quais considera inapropriada a aplicação de sanções, tendo em conta que, como o próprio sublinhou, a Alemanha "tem muita influência na altura devida", e deve "jogar com toda essa influência para não aplicar sanções, nem a Portugal, nem a Espanha".

As razões que irá expor, enumerou, são Portugal ter feito "tudo o que devia ser feito", as divergências serem de contabilização, nunca antes terem sido aplicadas sanções no quadro do pacto de Estabilidade e Crescimento, tal representar "um sinal de falta de compreensão e de solidariedade em relação aos sacrifícios do povo português", e, por fim, não ser "um estímulo para 2016 e para o esforço que é preciso continuar a fazer no plano orçamental".

Além do tema das sanções, que dominará assim a deslocação do chefe de Estado a Berlim, Marcelo Rebelo de Sousa indicou que leva também uma segunda mensagem, a de que "o que tem a contar por parte do Presidente da República português é estabilidade política e governativa", que já levou ao Parlamento Europeu, durante a sua visita a Estrasburgo, em abril.

A visita a Berlim tem início no domingo com uma receção, ao início da noite, a representantes da comunidade portuguesa em Berlim, na residência do embaixador de Portugal na Alemanha.

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.