sicnot

Perfil

Economia

Ministro da Economia alemão critica Merkel sobre tratado de livre comércio com EUA

O ministro da Economia alemão, Sigmar Gabriel, criticou a posição da chanceler Angela Merkel sobre o tratado de livre comércio negociado entre a União Europeia e os Estados Unidos, numa entrevista que será divulgada na segunda-feira.

© Fabrizio Bensch / Reuters

Angela Merkel "fez mal em dizer, com a euforia da visita de Obama à Alemanha, que poderíamos encerrar as negociações este ano e de o repetir agora", disse Gabriel, líder do Partido Social-Democrata (SPD), numa entrevista a uma rede que agrupa 30 jornais regionais (RedaktionsNetzwerk Deutschland, RND).

A posição defendida pela chanceler, que dirige a CDU, parceira de coligação do SPD, é que Berlim "está a fazer todos os esforços para concluir as negociações, de preferência este ano", mas alguns membros do governo têm-se manifestado céticos.

Gabriel afirmou recear que um acordo concluído à pressa seja um mau acordo "e o SPD não quer participar num mau acordo", explicou à RND.

O líder social-democrata opõe-se ao princípio "não transparente" dos tribunais de arbitragem, que dariam às multinacionais a possibilidade de contestarem as leis de um país.

O número dois do governo alemão já tinha afirmado recentemente que o acordo pode "fracassar" sem concessões da parte dos Estados Unidos.

Merkel e o presidente norte-americano, Barack Obama, participaram nos últimos dois dias na cimeira do G7, que decorreu no Japão.

Uma nova ronda de negociações entre a União Europeia e os Estados Unidos está prevista para junho.

Lusa

  • Google Maps esconde mansão de Puigdemont na Bélgica

    Mundo

    Depois de fugir de Espanha, Carles Puigdemont refugiou-se na Bélgica para evitar uma possível extradição. O refúgio que encontrou foi uma mansão no município de Waterloo, por 4.400 euros ao mês. Agora, a pedido do ex-presidente do Governo da Catalunha, essa mesma mansão foi "apagada" do Google Maps.

    SIC

  • 50 empresas estão a recrutar na Universidade Católica
    1:46

    Economia

    A Universidade Católica de Lisboa reuniu 50 empresas nacionais e internacionais numa feira de emprego esta terça-feira e amanhã. As empresas procuram novos candidatos para os lugares que têm disponíveis nos departamentos de Economia, Finanças e Gestão.