sicnot

Perfil

Economia

Execução orçamental não preocupa Marcelo

Execução orçamental não preocupa Marcelo

O Presidente da República diz que a Alemanha só tem a ganhar com a estabilidade e o reforço da banca portuguesa e adianta que o sistema financeiro será um dos temas da conversa que vai ter esta segunda-feira com a chanceler alemã. Marcelo chegou este domingo a Berlim para uma visita de dois dias. À margem de um encontro com a comunidade portuguesa, e confrontado com a notícia do jornal Expresso que dava conta de dúvidas de Belém em relação às previsões económicas do Governo, Marcelo limita-se a dizer que a execução orçamental de abril não dá razão para preocupações.

  • Marcelo diz que Portugal tem-se esforçado para cumprir compromissos europeus
    0:48

    Economia

    O Presidente da República já está em Berlim para uma visita de dois dias à Alemanha e uma operação de charme junto do presidente e da chefe de governo. Marcelo Rebelo de Sousa vai tentar convencer Angela Merkel de que Portugal não merece ser alvo das sanções. Para o Presidente o país tem feito um esforço para cumprir compromissos europeus.

  • Marcelo vai dizer a Merkel que é injusto castigar Portugal por não ter cumprido défice
    1:10

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa chega hoje a Berlim para uma visita oficial de dois dias. O Presidente da República vai tentar convencer o homólogo alemão e a chanceler Angela Merkel de que seria uma injustiça que Portugal fosse alvo de sanções de Bruxelas. Marcelo vai ainda pedir o apoio da Alemanha para que as instituições europeias não bloqueiem processos em curso na banca nacional.

  • Marcelo desconfia das previsões económicas do Governo
    1:51

    Economia

    O Presidente da República admite que sejam necessárias medidas adicionais ou mesmo um orçamento retificativo. A notícia é avançada pelo jornal Expresso deste fim de semana. O jornal diz mesmo que Marcelo desconfia das previsões económicas do Governo e que já avisou o Primeiro-ministro de que vai demarcar-se publicamente do Governo em questões económicas.

  • As dúvidas do Presidente
    1:50

    País

    O Presidente da República admite que sejam necessárias medidas adicionais ou mesmo um orçamento retificativo. Segundo o Expresso, Marcelo Rebelo de Sousa desconfia das previsões económicas do Governo e já avisou o primeiro-ministro de que vai descolar-se publicamente do executivo em matéria económica.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.