sicnot

Perfil

Economia

Gasóleo e gasolina subiram quase dois cêntimos

Os combustíveis voltaram hoje a subir quase dois cêntimos no gasóleo e na gasolina. Desde o início do ano, já subiram mais de 11 cêntimos por litro.

EPA

  • Combustíveis voltam a subir na próxima semana

    Economia

    O preço dos combustíveis vai voltar a subir já na próxima semana. O aumento está previsto tanto nas principais gasolineiras como nas chamadas marcas brancas. Nas bombas junto aos hipermercados o aumento ronda o cêntimo por litro, com ligeira acentuação na gasolina. Já nas principais gasolineiras ambos os combustiveis devem subir até cêntimo e meio por litro. Segundo a Direção Geral de Energia e Geologia, o preço médio da gasolina e do gasóelo em Portugal são os mais caros da Europa e já subiram, desde o início do ano, 10 cêntimos no caso do gasóleo e nove cêntimos no caso da gasolina.

  • Preço dos combustíveis sobe na próxima semana

    Economia

    O preço dos combustíveis vai subir na próxima semana. De acordo com o Jornal de Negócios, o aumento deverá ser de dois cêntimos por litro na gasolina. Já o gasóleo poderá subir até três cêntimos por litro. A subida deve-se ao agravamento das cotações nos mercados internacionais, numa altura em que o barril de petróleo está perto dos 50 dólares.

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Marcelo reúne-se na quarta-feira com Putin

    País

    O Presidente da República reúne-se na quarta-feira, em Moscovo, com o líder russo, Vladimir Putin, informou este domingo a Presidência. Marcelo Rebelo de Sousa estará na capital da Federação Russa para assistir ao jogo da seleção portuguesa na fase final do Mundial de Futebol com a equipa de Marrocos

  • Novo busto de Ronaldo foi pedido pelo Museu CR7
    2:07
  • Grécia e Macedónia assinam acordo histórico
    2:02

    Mundo

    A Grécia e a Macedónia assinaram um acordo histórico para mudar o nome da antiga República Jugoslava para República da Macedónia do Norte. Em causa está um problema diplomático entre os dois países que dificultou os planos da Macedónia em aderir à União Europeia e às Nações Unidas.