sicnot

Perfil

Economia

Reformados reivindicam aumento de pensões em ações pelo país

A Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos (MURPI) realiza, na terça-feira, vinte e duas iniciativas em todo o país, no âmbito de uma campanha nacional em defesa do aumento das reformas e pensões.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

MIGUEL A. LOPES

"Pelo Aumento Intercalar das Pensões e Reformas em 2016, é justo, é necessário" é o mote da campanha, que reivindica este aumento para repor o poder de compra "perdido nos últimos anos".

"O MURPI lança esta campanha nacional por corresponder à aspiração de milhares de reformados, pensionistas e idosos que foram brutalmente fustigados pelas políticas do Governo PSD/CDS que, nos últimos quatro anos, não só manteve o valor das pensões abaixo do limiar da pobreza, como procedeu a cortes e congelamento nos valores de todas as restantes pensões", explica a confederação em comunicado.

Para a confederação, a reposição do poder de compra "impõe um aumento intercalar das pensões em 2016, como medida da mais elementar justiça social, inseparável da valorização de todas as pensões, como instrumento de combate à pobreza e pela melhoria das condições de vida de todos os reformados".

Para as 14:30 está marcada uma concentração em frente ao Centro Nacional de Pensões em Entrecampos, Lisboa, seguindo depois em desfile até ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Além desta iniciativa, realizam-se outras ações em Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Covilhã, Santarém, Setúbal, Évora, Sines e Faro

O MURPI adianta que a campanha decorrerá nos próximos meses, "dando força e confiança na justeza da luta dos reformados pela defesa dos seus direitos", nomeadamente, o direito à saúde, à habitação, à mobilidade, à cultura e ao lazer, entre outros.

Lusa

  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Cão interrompe jornal em direto
    1:00