sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a subir a dois, cinco e 10 anos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a subir a dois, cinco e dez anos em relação a segunda-feira, alinhados com os de Itália.

(Lusa/ Arquivo)

Cerca das 08:35 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a subir para 3,075%, contra 3,051% na segunda-feira e 4,084% a 11 de fevereiro, um máximo desde março de 2014.

Nos últimos seis meses, os juros a dez anos desceram até ao mínimo de 2,257%, registado a 02 de dezembro do ano passado.

No mesmo sentido, no prazo de cinco anos, os juros estavam a avançar, para 1,821%, contra 1,801% na segunda-feira, depois de terem subido até aos 2,768% a 11 de fevereiro, um máximo desde maio de 2014.

O valor mínimo dos últimos seis meses dos juros a cinco anos é de 0,918% e verificou-se a 02 de dezembro passado.

Em relação aos juros a dois anos, estes estavam a subir para 0,500%, contra 0,495% na segunda-feira, depois de terem subido até aos 1,225% a 19 de fevereiro passado, um máximo desde junho de 2014.

Nos últimos seis meses, o valor mínimo dos juros a dois anos foi de 0,052%, a 05 de janeiro.

Os juros da Irlanda estavam a recuar a dois anos e a avançar a cinco e dez anos, enquanto os de Espanha estavam inalterados a dois anos e a subir nos outros prazos.

Os juros da Grécia estavam a subir a dois e a dez anos.

Lusa

  • Nove dos 50 feridos que continuam hospitalizados estão em estado crítico
    3:46

    Ataque em Barcelona

    Os quatro indivíduos implicados nos atentados de Barcelona e Cambrils prestam hoje declarações ao juiz Fernando Andreu, na Audiência Nacional, em Madrid. O enviado especial da SIC, Emanuel Nunes, dá conta do ambiente que se vive em Barcelona esta manhã e faz uma atualização em relação aos feridos no atentado na capital catalã. Cinquenta pessoas continuam hospitalizadas, 9 em estado considerado crítico e 13 em estado grave.

  • Ilibados trabalhadores castigados por consulta de dados fiscais

    País

    Os funcionários da Autoridade Tributária, que tinham sido castigados por terem consultado dados fiscais, foram absolvidos. O jornal Público avançou hoje que as orientações contra as sanções a aplicar aos funcionários partiram do ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade.

  • Novas regras para os pagamentos em dinheiro vivo

    Economia

    Os pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros são proibidos a partir de quarta-feira, mas aos não residentes são permitidos pagamentos até 10 mil euros, ou o equivalente em moeda estrangeira, segundo um diploma hoje publicado.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Repórteres fazem relato impressionante dos acontecimentos em Charlottesville
    3:40