sicnot

Perfil

Economia

Deco e secretário de Estado ouvidos no Parlamento sobre problemas no IRS

Os deputados da Comissão de Orçamento e Finanças aprovaram hoje as audições da associação de defesa do consumidor Deco e do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais sobre os problemas sentidos pelos contribuintes na entrega das declarações de IRS.

O pedido de audição da Deco foi feito pelo PSD justificando-o com o facto de, "nas últimas semanas, terem vindo a público relatos de inúmeros constrangimentos, dificuldades e dúvidas com que os contribuintes se têm deparado este ano no processo de entrega das declarações modelo 3 do IRS", recordando mesmo os erros que aconteceram nos simuladores.

Para o PSD é importante ouvir a Deco, que tem recebido muitas queixas de cidadãos, para "recolher contributos que, eventualmente, possam ajudar a minimizar os danos".

Além da audição da Deco, os deputados aprovaram ainda a proposta do PS, feita na reunião da comissão parlamentar de hoje de manhã, para a audição do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, também neste âmbito.

Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão