sicnot

Perfil

Economia

Missão do FMI inicia visita a Luanda para avaliar ajuda financeira

O Fundo Monetário Internacional (FMI) inicia hoje uma missão a Luanda para avaliar o montante da assistência financeira a Angola, na sequência do pedido de ajuda feito pelas autoridades angolanas.

© SIPHIWE SIBEKO / Reuters

A missão permanecerá até dia 14 em Angola, período em que manterá reuniões com vários membros do Governo angolano.

Segundo um comunicado enviado terça-feira à agência Lusa, o objetivo é "prosseguir com as discussões com as autoridades angolanas acerca do programa económico que será levado a cabo durante os próximos três anos".

"O grande propósito da missão é continuar as discussões sobre os principais componentes de um pacote de reformas que ajudaria a acelerar a diversificação da economia, salvaguardando a estabilidade macroeconómica e financeira", lê-se no comunicado.

O FMI ainda não definiu o montante para ajuda financeira a Angola que se inscreverá no âmbito do Programa de Financiamento Ampliado [Extended Fund Facility - EFF, na sigla em inglês].

O EFF é um instrumento financeiro de empréstimo com contrapartidas e metas monitorizadas regularmente direcionado a reformas estruturais voltadas para a diversificação da economia e reforço da balança de pagamentos.

Segundo o comunicado, mais detalhes sobre o montante da assistência financeira serão possíveis após o fim da missão.

O pedido de ajuda financeira foi feito durante os encontros de primavera do FMI e Banco Mundial, em abril, em Washington.

Lusa

  • Younes Abouyaaqoub, o homem mais procurado de Espanha
    1:53
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Costa desafia PSD para pacto depois das autárquicas
    1:14
  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22