sicnot

Perfil

Economia

Missão do FMI inicia visita a Luanda para avaliar ajuda financeira

O Fundo Monetário Internacional (FMI) inicia hoje uma missão a Luanda para avaliar o montante da assistência financeira a Angola, na sequência do pedido de ajuda feito pelas autoridades angolanas.

© SIPHIWE SIBEKO / Reuters

A missão permanecerá até dia 14 em Angola, período em que manterá reuniões com vários membros do Governo angolano.

Segundo um comunicado enviado terça-feira à agência Lusa, o objetivo é "prosseguir com as discussões com as autoridades angolanas acerca do programa económico que será levado a cabo durante os próximos três anos".

"O grande propósito da missão é continuar as discussões sobre os principais componentes de um pacote de reformas que ajudaria a acelerar a diversificação da economia, salvaguardando a estabilidade macroeconómica e financeira", lê-se no comunicado.

O FMI ainda não definiu o montante para ajuda financeira a Angola que se inscreverá no âmbito do Programa de Financiamento Ampliado [Extended Fund Facility - EFF, na sigla em inglês].

O EFF é um instrumento financeiro de empréstimo com contrapartidas e metas monitorizadas regularmente direcionado a reformas estruturais voltadas para a diversificação da economia e reforço da balança de pagamentos.

Segundo o comunicado, mais detalhes sobre o montante da assistência financeira serão possíveis após o fim da missão.

O pedido de ajuda financeira foi feito durante os encontros de primavera do FMI e Banco Mundial, em abril, em Washington.

Lusa

  • Marcelo regressa à televisão ao domingo
    0:36

    Programas

    Um ano depois de ser eleito, entre o sucesso popular e o compromisso político, eis a primeira entrevista do Presidente da República. Marcelo Rebelo de Sousa regressa à televisão ao domingo, para uma entrevista exclusiva no Jornal da Noite da SIC.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Passos Coelho apela à reforma do IRC
    0:38

    Economia

    Passos Coelho critica o que diz ser um aumento do salário minimo nacional feito de forma irresponsável e sugere ao Governo que retome a reforma do IRC. No discurso de encerramento do congresso do PSD-Açores, o líder social democrata reafirmou que o Governo não pode contar com o PSD quando há divergências na "geringonça".

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37