sicnot

Perfil

Economia

Parlamento debate hoje inventariação dos bens culturais do BPN e BPP

Um projeto de resolução do Bloco de Esquerda, que determina a inventariação dos bens culturais das empresas Parvalorem, da Parups e da Fundação Elipse, vai ser discutido hoje, em plenário, a partir das 15:00, no parlamento, em Lisboa.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Trata-se do projeto de resolução n.º 335/XIII/1.ª, que determina também a inventariação de outros ativos incluídos no perímetro da nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN), e à guarda do Estado, na sequência do processo de resgate do Banco Privado Português (BPP).

No requerimento, o Bloco de Esquerda (BE) alerta que o processo dos quadros de Juan Miró, provenientes da nacionalização do BPN - tornado público em 2013 -, deu a conhecer "as fragilidades dos serviços do Estado perante a vontade política do momento que (...) influencia processos técnicos de forma avessa ao interesse público".

A Parups e a Parvalorem são as sociedades de capitais públicos criadas em 2010, para gerir os ativos e recuperar os créditos do ex-BPN, cujo património continha a coleção de 85 obras de Joan Miró (1893 -1983), e mais 247 obras de arte de artistas portugueses e estrangeiros.

No ano passado, o novo Governo anunciou que a coleção Miró era para manter em Portugal e exibir no Museu de Serralves este ano, mas ainda não foram dadas respostas oficiais definitivas sobre a coleção de 175 obras de arte do BPN, que a Parvalorem anunciou que iria vender, bem como das 46 obras que a tutela do antigo secretário de Estado da Cultura Jorge Barreto Xavier, do Governo PSD/CDS, afirmou que pretendia adquirir para museus nacionais.

Os bloquistas defendem a inventariação de todos os ativos culturais do ex-BPN e do ex-BPP, e a sua conservação como "proteção do património cultural, mas também de controlo de capitais" e, ainda, o "mapeamento de bens culturais públicos distribuídos pelos edifícios e entidades públicas".

As votações estão previstas para o final da sessão de quinta-feira.

Lusa

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália. As equipas de socorro conseguiram resgatar duas pessoas, mas admitem ainda a existência de quase 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • Mortágua acusa PSD de andar a brincar com a vida das pessoas
    0:47

    Opinião

    No Esquerda/Direita da SIC Notícias, António Leitão Amaro reafirmou ontem à noite que o PSD não é contra o aumento do salário mínimo mas contra a descida da TSU. Já Mariana Mortágua acusou os sociais-democratas de andar a brincar com a vida dos portugueses.

  • Temperaturas negativas congelam rio em Bragança
    1:26

    País

    As baixas temperaturas os últimos dois dias, com as mínimas a descer até aos 10 graus negativos durante a noite e madrugada, congelaram o rio que atravessa a aldeia de Gimonde, no concelho de Bragança. O repórter da SIC João Faiões esteve esta manhã no local.

  • Pelo menos 30 mortos e 75 feridos em incêndio e derrocada de edifício em Teerão

    Mundo

    Pelo menos 30 bombeiros morreram esta quinta-feira e cerca de 75 pessoas ficaram feridas em Teerão, quando um edifício de 17 andares ruiu depois de ser consumido pelas chamas, noticiaram os meios de comunicação estatais iranianos. O edifício "Plasco" situa-se no centro da capital iraniana, a norte da zona do mercado.

    Em desenvolvimento

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.

  • Feriado no Carnaval e fim das pontes chumbados
    2:15

    País

    Nem o Carnaval vai passar a ser feriado, nem as pontes vão acabar. O PS rejeitou esta quarta-feira no Parlamento uma proposta do PSD para que os feriados a meio da semana sejam gozados na segunda-feira seguinte. Ao mesmo tempo, os socialistas recusaram duas propostas apoiadas pelos partidos de esquerda, para que o Carnaval passasse a ser sempre feriado.

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16