sicnot

Perfil

Economia

CMVM proíbe vendas a descoberto sobre as ações do BCP

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) proibiu as vendas a descoberto de ações do Millennium BCP. "Considerando que a flutuação do preço das ações em causa não pode excluir a ocorrência de um fenómeno de especulação com impacto negativo, a CMVM decide a proibição das vendas a descoberto das ações representativas do capital social do Banco Comercial Português no Euronext Lisbon", adiantou em comunicado.

Explicou ainda que "esta proibição tem efeitos a partir das 00:00 de 2 de junho até às 23:59 do mesmo dia".

Ontem, o Goldman escreveu uma nota em que identifica "os bancos mais expostos" a comparações com o Banco Popular espanhol, que surpreendeu com um aumento de capital, e que tem um rácio de Texas pelo menos três vezes superior à mediana do sector.

Além do BCP, destacam-se também os italianos Monte dei Paschi, Banca Popolare de Milano, Banco Popolare, Banca Emilia Romagna e UBI Banca. O Bank of Ireland também integra esta lista.

Desde ontem, as ações do BCP deixaram de integrar o índice MSCI de agências globais e passaram para o índice MSCI de pequenas capitalizadas.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.