sicnot

Perfil

Economia

Costa quer Portugal na linha da frente da nova revolução industrial

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje que Portugal tem que estar na linha da frente da nova revolução industrial e anunciou a criação de dois programas nacionais que deverão contribuir para atingir esse desígnio.

ANT\303\223NIO COTRIM

"Esta é de facto a oportunidade que temos de, pela primeira vez, estarmos na primeira linha de uma revolução industrial, onde aquilo que é essencial é a qualificação [dos recursos humanos]", afirmou.

Nesse sentido, segundo informou, o Governo tem já preparados dois programas nacionais que devem contribuir para a "atração de investimento e de fixação de quadros qualificados": um deles - "o Programa Nacional Start-Up" - será lançado na próxima segunda-feira.

"Em julho lançaremos o Indústria 4.0", acrescentou.

António Costa falava no Fundão, distrito de Castelo Branco, na inauguração da segunda fase do Centro de Negócios do Fundão e da visita que realizou à multinacional Altran, empresa da área das novas tecnologias e serviços partilhados que está no Fundão há tês anos e que ocupa parte substancial deste centro.

Depois de ter ficado a conhecer alguns projetos ali desenvolvidos e de ter conversado com alguns dos colaboradores da empresa, António Costa mostrou-se muito satisfeito com o exemplo dado e destacou que a aposta que tem sido feita na qualificação é um capital que Portugal tem de aproveitar.

"Não poderemos ser competitivos com base em baixos salários", afirmou.

O primeiro-ministro, também referiu que hoje o "túnel" já não se coloca entre o Litoral e o Interior, mas sim entre Portugal e a Europa, por isso, defendeu, a forma de "reequilibrar" as diferenças e de reduzir os impactos da vaga de emigração jovem é a aposta na qualificação e também na reconversão laboral para áreas como as novas tecnologias.

Como exemplo, apontou o caso dos engenheiros civis, que podem não encontrar trabalho na respetiva área, mas que, caso apostem na reconversão, poderão ter "enormes oportunidades".

"Desde que me demonstraram que é possível formar em programação um jurista, já considero que não será impossível fazê-lo em qualquer área de formação", disse.

Garantiu ainda que fica muito entusiasmado ao ver exemplos como o que lhe foi deixado pelo Município do Fundão.

Sentimento que, acredita, poderá ser partilhado pelo Presidente da República quando Marcelo Rebelo de Sousa ficar a conhecer o espaço: "Quando vier aqui encerrar o Congresso da união das Misericórdias [que está a decorrer no Fundão] têm que lhe mostrar este outro lado do país, que eu tenho certeza que ele também partilhará do entusiasmo e ganhará ainda maior otimismo".

Lusa

  • Pagaram 10 libras por diamante que vale milhares

    Mundo

    Há 30 anos um comprador adquiriu um anel de diamantes de 26.27 quilates por apenas 10 libras (cerda de 11 euros) numa feira em Isleworth, no oeste Londres. O proprietário passeou durante três décadas com uma peça que valia cerca de 350.000 libras (407.000€) e não sabia. Confessa que até a usava durante as tarefas domésticas.

    SIC

  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.

  • Caçador morre esmagado por elefante

    Mundo

    Um famoso caçador morreu na sexta-feira após ser esmagado por um elefante quando estava a caçar. A morte foi confirmada pelas autoridades do Zimbabué, que adiantaram ainda que o animal foi morto por um dos caçadores do grupo de Theunis Botha.