sicnot

Perfil

Economia

Primeiras notas de plástico do Reino Unido entram em circulação em setembro

O Reino Unido vai colocar em circulação em 13 de setembro a sua primeira emissão de notas de plástico, anunciou hoje o Banco de Inglaterra.

SIMON DAWSON / POOL

O desenho das novas notas, de cinco libras, será uma homenagem ao estadista britânico Winston Churchill.

O rosto do antigo primeiro-ministro vai decorar o reverso das notas de plástico, que no verso terão o tradicional retrato da rainha Isabel II e uma imagem da torre Big Ben, um dos monumentos mais emblemáticos de Londres.

A sessão de apresentação da emissão em plástico aconteceu hoje no Palácio de Blenheim, local de nascimento de Winston Churchill e foi presidida pelo governador do Banco de Inglaterra, Mark Carney.

A nova nota vai ter uma dimensão 15% menor do que a atual e, segundo o Banco de Inglaterra, vai durar mais do dobro das notas fabricadas com papel e algodão, vai manter-se mais limpa e incluirá novos elementos de segurança, que tornarão mais difícil a falsificação.

"A nova 'fiver' (nota de cinco libras) vai comemorar os sucessos do único primeiro-ministro britânico que ganhou o Prémio Nobel da Literatura (em 1953) e um dos maiores homens de Estado de todos os tempos, Winston Churchill", afirmou Mark Carney.

Carney sustentou que as notas são um "repositório da memória coletiva do Reino Unido".

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19