sicnot

Perfil

Economia

Aprovação de rendimento básico na Suíça seria "salvação para muitos" portugueses

A aprovação em referendo de um rendimento básico incondicional na Suíça, que será votado no domingo, "seria uma tábua de salvação para muitos" portugueses "em situação precária", reconhecem conselheiros das comunidades.

© Arnd Wiegmann / Reuters

"Muita gente tem vindo para a Suíça e está numa situação apenas de sobrevivência", alerta Domingos Pereira, conselheiro das Comunidades Portuguesas em Zurique.

Em declarações à Lusa, Domingos Pereira estima que "seguramente" 70% dos "280 e tal mil" imigrantes portugueses registados na Suíça beneficiariam de um rendimento básico incondicional, medida que será referendada no domingo, depois de ter sido proposta por 100 mil subscritores, que sugeriram o valor base de 2500 francos (2250 euros), por mês e por adulto.

A "baixíssima" taxa de desemprego na Suíça não corresponde à realidade, frisa Domingos Pereira, recordando que "o trabalho temporário é uma vertente muito forte e isso quer dizer que as pessoas trabalham à hora, à jornada e, portanto, não havendo trabalho, não há ordenado".

Segundo o conselheiro em Zurique, muitos portugueses estão nessa situação, sobretudo os imigrantes mais recentes, que são mais vulneráveis.

Mas o rendimento básico incondicional não se dirige a esses, mas aos que já estão registados no país, de forma a garantir um rendimento mínimo para todos, que substitua os vários benefícios sociais do país.

"Seria uma boa medida para muitas famílias portuguesas, mais favorável do que uma ajuda da assistência social", compara Domingos Pereira.

"A nossa comunidade é uma comunidade dedicada ao trabalho", corrobora José Sebastião, conselheiro das Comunidades Portuguesas em Genebra.

"Homens e mulheres trabalham durante o dia na sua atividade principal e, à noite, ainda se dedicam a atividades secundárias, como as limpezas", relata.

"Os portugueses trabalham muitas horas", resume, destacando que "o custo de vida na Suíça é elevadíssimo".

Esta situação, por resultar em falta de tempo para a família, explica os problemas de integração da comunidade portuguesa e a elevada taxa de insucesso escolar das crianças portuguesas, considera o conselheiro. "Os pais, muitas vezes, trabalham muitas horas, não podendo dedicar o tempo necessário aos seus filhos", lamenta.

Para além disso, os serviços sociais na Suíça "têm falta de dinheiro" e, em vez de aí gastar "milhares", o Estado passaria a assegurar "um salário base", que permitiria às pessoas "viver minimamente", defende.

Independentemente do resultado do referendo, que nunca será vinculativo, a proposta "abrirá o debate sobre a atual sociedade, onde os pais não têm tempo para os filhos, nem os filhos para os pais", realça José Sebastião.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.