sicnot

Perfil

Economia

BCP desistiu da venda do ActivoBank

O Banco Comercial Português (BCP) terminou hoje o processo de avaliação de cenários estratégicos para o ActivoBank, que decidiu manter no grupo devido à sua capacidade para gerar valor, divulgou o banco em comunicado.

Graças à reestruturação em curso, no que toca à atividade doméstica, os custos operacionais em Portugal caíram mais de 8% para 475,2 milhões de euros. (Arquivo)

Graças à reestruturação em curso, no que toca à atividade doméstica, os custos operacionais em Portugal caíram mais de 8% para 475,2 milhões de euros. (Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

De acordo com um comunicado publicado na página da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) na internet, o BCP "concluiu hoje o processo de avaliação de vários cenários estratégicos para valorização do ActivoBank, o banco online de referência em Portugal".

O banco informou da sua decisão "pela manutenção do ActivoBank no perímetro do Grupo BCP em função da sua capacidade de geração de valor no contexto da evolução esperada para o modelo de negócio bancário do BCP".

O BCP tinha anunciado há um mês que ia vender o ActivoBank à gestora de fundos private equity Cabot Square Capital, com quem estava em negociações, caso fosse conseguido um entendimento entre as partes.

No final de março, o BCP informou, em comunicado à CMVM, que tinha selecionado a Cabot Square Capital para negociar, "com caráter de exclusividade", a venda do seu banco 'online' Activobank.

O ActivoBank teve em 2015 lucros de 33 milhões de euros, que comparam com os cinco milhões de 2014.

O BCP tinha já lançado a operação de venda do ActivoBank no ano passado, mas interrompeu-a em outubro devido a questões técnicas relacionadas com as relações dentro do grupo, tendo retomado este processo no decorrer deste ano.

Lusa

  • Ações do BCP caem 25% em três dias

    Economia

    O BCP está a afundar-se na bolsa. Em apenas três dias as ações cairam 25%, valem agora menos de 2 cêntimos e meio. Os títulos já estavam a descer há algum tempo, mas o grande tombo começou esta quarta-feira, depois do Banco ter saído de um dos principais índices bolsistas do mundo.

  • CMVM proíbe vendas a descoberto sobre as ações do BCP

    Economia

    A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) proibiu as vendas a descoberto de ações do Millennium BCP. "Considerando que a flutuação do preço das ações em causa não pode excluir a ocorrência de um fenómeno de especulação com impacto negativo, a CMVM decide a proibição das vendas a descoberto das ações representativas do capital social do Banco Comercial Português no Euronext Lisbon", adiantou em comunicado.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.