sicnot

Perfil

Economia

CGTP diz que processo das 35 horas ainda não está concluído

O secretário-geral da CGTP considerou hoje que o processo das 35 horas ainda não está concluído e assegurou que a estrutura sindical continuará a lutar pela reposição dos direitos dos trabalhadores, independentemente do Governo em funções.

LUSA/ Arquivo

"Não está tudo resolvido porque se é verdade que temos de valorizar a concretização das 35 horas para os trabalhadores com vínculo em funções públicas, também é verdade que há uma outra área de trabalhadores com contrato individual de trabalho que não foram abrangidos por esta redução de horário", disse Arménio Carlos.

O secretário-geral da Intersindical, que falava na sessão de encerramento do 11.º Congresso da Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública, que decorreu entre quinta-feira e hoje, em Lisboa, sublinhou que é preciso "valorizar" a aprovação da proposta de lei no parlamento e lembrou o contributo da luta dos trabalhadores nessa reversão.

No entanto, esta proposta de lei que repõe as 35 horas na Função Pública a partir de 01 de julho deixa de fora os trabalhadores com contratos individuais de trabalho, ao contrário do que propôs o PCP e que acabou por ser rejeitado.

"Enquanto existir um trabalhador na Administração Pública que continue a fazer 40 horas, nós não vamos deixar de lutar para concretizar as 35 horas para todos, sem exceções. Para nós, não há trabalhadores de primeira e de segunda, todos aqueles que prestam serviços públicos têm direito às 35 horas", defendeu Arménio Carlos.

E deixou uma garantia: "Independentemente de quem esteja no Governo, ou da maioria que se forme numa Assembleia da República, a CGTP será sempre autónoma e independente e nunca abdicará de reivindicar quando tenha de reivindicar, não para deitar abaixo o governo, mas para forçar o governo a responder aos problemas dos trabalhadores" .

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:56

    País

    O verão chega esta quinta-feira, dia em que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê aumento da instabilidade atmosférica com ocorrência de aguaceiros, por vezes fortes e de granizo, e trovoada.

  • Espanha e Portugal a um ponto dos oitavos

    Mundial 2018 / Irão

    A Espanha colocou-se esta quarta-feira a um ponto dos oitavos de final do Mundial 2018 e deixou Portugal em situação idêntica, ao vencer o Irão por 1-0, em jogo do grupo B, disputado em Kazan.

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49