sicnot

Perfil

Economia

CGTP diz que processo das 35 horas ainda não está concluído

O secretário-geral da CGTP considerou hoje que o processo das 35 horas ainda não está concluído e assegurou que a estrutura sindical continuará a lutar pela reposição dos direitos dos trabalhadores, independentemente do Governo em funções.

JOS\303\211 COELHO

"Não está tudo resolvido porque se é verdade que temos de valorizar a concretização das 35 horas para os trabalhadores com vínculo em funções públicas, também é verdade que há uma outra área de trabalhadores com contrato individual de trabalho que não foram abrangidos por esta redução de horário", disse Arménio Carlos.

O secretário-geral da Intersindical, que falava na sessão de encerramento do 11.º Congresso da Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública, que decorreu entre quinta-feira e hoje, em Lisboa, sublinhou que é preciso "valorizar" a aprovação da proposta de lei no parlamento e lembrou o contributo da luta dos trabalhadores nessa reversão.

No entanto, esta proposta de lei que repõe as 35 horas na Função Pública a partir de 01 de julho deixa de fora os trabalhadores com contratos individuais de trabalho, ao contrário do que propôs o PCP e que acabou por ser rejeitado.

"Enquanto existir um trabalhador na Administração Pública que continue a fazer 40 horas, nós não vamos deixar de lutar para concretizar as 35 horas para todos, sem exceções. Para nós, não há trabalhadores de primeira e de segunda, todos aqueles que prestam serviços públicos têm direito às 35 horas", defendeu Arménio Carlos.

E deixou uma garantia: "Independentemente de quem esteja no Governo, ou da maioria que se forme numa Assembleia da República, a CGTP será sempre autónoma e independente e nunca abdicará de reivindicar quando tenha de reivindicar, não para deitar abaixo o governo, mas para forçar o governo a responder aos problemas dos trabalhadores" .

Lusa

  • Presidente do Conselho Europeu admite divergências com Trump

    Mundo

    O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, admitiu hoje que a reunião mantida em Bruxelas com o presidente norte-americano, Donald Trump, permitiu constatar pontos de concordância em várias áreas, mas também de discordância noutras, como clima, comércio e Rússia."

  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Mexicana vence ultramaratona a correr de sandálias e de saia

    Desporto

    Uma mexicana venceu uma ultramaratona de 50 quilómetros a correr de saia e sandálias de borracha. María Lorena Ramírez, de 22 anos, não é atleta profissional, nem recebeu treino específico para a Ultra Trail Cerro Rojo, prova que venceu, mas pertence à tribo Tarahumara, com uma longa e invulgar tradição de excelentes corredores.

    SIC

  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08