sicnot

Perfil

Economia

Portugal quer rever quota da sardinha para as 19 mil toneladas

Portugal vai pedir a Bruxelas um aumento da quota de captura de sardinha para os valores do ano passado, 19 mil toneladas, com base nos últimos indicadores científicos, disse hoje em Peniche a ministra do Mar.

"A decisão não depende do Governo, mas sim de Bruxelas, mas temos boas perspetivas para que exista alguma revisão do organismo científico, porque das campanhas científicas que fizemos no nosso mar chegou-se à conclusão que houve alguma recuperação do stock da sardinha em relação ao ano passado", disse aos jornalistas Ana Paula Vitorino, considerando que a quota atual autorizada, 14 mil toneladas, pode ser aumentada.

Para a governante, "não se justifica que a quota seja inferior à do ano passado", pelo que há a esperança de que, na reunião de 10 e 20 de junho, o Conselho Internacional para a Exploração do Mar (CIEM - ICES) possa ter em conta a posição de Portugal.

A ministra do Mar falava à margem das comemorações do Dia do Pescador, em Peniche, onde participou num seminário sobre a fileira socioeconómica da pesca.

Nesse encontro, Humberto Jorge, presidente da Associação Nacional das Organizações de Produtores da Pesca do Cerco alertou que, com as capturas feitas desde maio são favoráveis, o setor receia "poder esgotar a quota em agosto", a manter-se a quota das 14 mil toneladas para este ano.

Como as duas campanhas de investigação "evidenciaram uma melhoria significativa da biomassa", aquele representante defendeu que há condições para aumentar a quota para as 19 mil toneladas, igual à de 2015.

Alexandre Silva, coordenador do Sindicato dos Pescadores, pediu ajuda do Governo para a necessidade de haver compensações para os pescadores durante o período de defeso da pesca da sardinha e de paragem das embarcações e a contagem desse tempo de paragem para efeitos da Segurança Social.

Outra das preocupações passa pela necessidade de ser regulamentado um salário fixo para os pescadores. O Governo respondeu que está a rever o Fundo Social da Pesca também com essa finalidade.

O governo reforçou as verbas para as investigações científicas oceanográficas, de avaliação do estado do recurso da sardinha, tendo sido feitas duas campanhas, umas que terminou em dezembro e outra ficou concluída em abril.

Lusa

  • Apito calado este fim de semana

    Desporto

    Vários árbitros de primeira categoria estão a pedir dispensa aos jogos do próximo fim de semana. Os juízes protestam contra o que chamam de clima de intimidação e exigem mais respeito para a classe. Desconhece-se para já quantos árbitros entregaram o pedido de dispensa.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39
  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • "Estamos vivos"
    11:41
  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50