sicnot

Perfil

Economia

Assunção Cristas responsabiliza António Costa por eventuais sanções a Portugal

A líder do CDS, Assunção Cristas, responsabilizou hoje o primeiro-ministro, o socialista António Costa, por eventuais sanções que venham a ser aplicadas a Portugal, devido ao défice excessivo de 2015.

MIGUEL A. LOPES

A dirigente centrista, que falava aos jornalistas na cidade da Horta, nos Açores, à margem das jornadas parlamentares do CDS que hoje tiveram início no arquipélago, assegurou, mesmo assim, que o seu partido irá empenhar-se para evitar que essas sanções venham a ser aplicadas.

"Nós não deixaremos de estar neste debate, não deixaremos de estar presentes e mostraremos a nossa visão das coisas", declarou Assunção Cristas, que considera existir uma "unanimidade" em todo o país contra a aplicação de sanções europeias a Portugal.

A líder nacional do CDS entende, no entanto, que o Governo ainda possui as "ferramentas" para evitar sanções, lamentando, porém, que não as tenha querido utilizar até agora.

"Não há dúvida nenhuma de que está nas mãos no primeiro-ministro evitar que o défice para 2015 seja fixado em 3,2% e eu não vi o senhor primeiro-ministro empenhar-se nisso", lamentou Assunção Cristas, que lembrou que António Costa não fez "voz grossa em Bruxelas", nem apresentou qualquer explicação "técnica" ou "política" sobre o assunto.

No seu entender, o apelo do Governo a um eventual envolvimento dos partidos políticos nesta matéria não passa de uma "habilidade política" e de uma vontade de "atirar areia para os olhos dos portugueses".

"Ele é que está a governar, é ele que tem nas suas mãos as ferramentas para evitar as sanções, não são os outros partidos", insistiu a dirigente centrista, acrescentando que "a responsabilidade é dele, é deste Governo e de quem o apoia".

As declarações de Assunção Cristas surgem em reação às notícias que dão conta de que o Estado português poderá vir a ser sancionado por Bruxelas, por ter ultrapassado a meta do défice fixada para 2015 (3%).

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.