sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas admite injeção de dinheiro público na Caixa Geral de Depósitos

A comissaria europeia da Concorrência disse hoje que Bruxelas não tem preconceitos com a propriedade pública dos bancos e que, se o Governo português investir "como um privado", pode injetar verbas estatais na Caixa Geral de Depósitos.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

Reuters


Em entrevista à TSF/DN/JN/Dinheiro Vivo hoje divulgada, a comissária Margrethe Vestager explica que, "como uma questão de princípio, um Estado pode investir", não tendo de ser necessariamente uma 'ajuda de Estado'.

"Se o Estado investir como um investidor privado o faria, bem, isso é excelente para nós, e, claro, não é 'ajuda de Estado'", afirmou a comissária, sublinhando que no executivo comunitário "não existe qualquer tipo de preconceito em relação à propriedade pública de um banco".

De acordo com Margrethe Vestager, a comissão Europeia é "neutra em relação à propriedade", lembrando que, por isso, "não há qualquer questão em relação à propriedade, mas adverte que a Comissão Europeia tem poderes para travar a intervenção à Caixa Geral de DEpósitos, banco estatal português.

"Os únicos casos em que temos um papel a desempenhar é, obviamente, quando o dinheiro dos contribuintes é usado de uma forma que não é similar à forma como um investidor privado usaria o dinheiro", explicou, na entrevista.

Margrethe Vestager avança ainda que a eventual capitalização pública da Caixa Geral de Depósitos será analisada exclusivamente do ponto de vista da legalidade e que, em matéria de concorrência, não há espaço para posições políticas.

A comissária referiu ainda que "cabe ao Governo" decidir o que pretende fazer em relação à Caixa Geral de Depósitos", adiantando que tem estado a par da situação através da imprensa.

"As decisões não podem ser políticas. Também porque, eventualmente, podem ter que ser levadas a tribunal. E, o tribunal não vai ouvir nada que seja político ou preconceituoso relativamente a um Estado ou um tipo de propriedade em vez de outro tipo de propriedade. O tribunal tem em conta os factos de um caso, as evidências que podem ser encontradas, a interpretação das evidências, a legislação sobre o caso. Portanto, temos um caminho muito apertado e factual para orientar o nosso trabalho", referiu.

Lusa

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC