sicnot

Perfil

Economia

França opõe-se a sanções contra Portugal por violação de regras europeias

A França opõe-se a sanções contra Portugal e Espanha por estes países não terem cumprido o Pacto de Estabilidade e Crescimento, nomeadamente as regras que preveem sanções a um país que tenha um défice orçamental superior a 3% do PIB.

reuters

O ministro das Finanças da França, Michel Sapin, assegurou ao diário espanhol El País, citado na edição de hoje, que o seu país será "condescendente" com Portugal e Espanha e adiantou que a Alemanha e a Comissão Europeia também o serão.

A Comissão Europeia propôs, em maio, que se abra um procedimento por défice excessivo contra Portugal e Espanha, mas que seja dado "mais um ano, e apenas mais um ano", a estes países para colocar o seu défice abaixo dos 3% do Produto Interno Bruto (PIB).

O executivo comunitário "levou em linha de conta o momento do ciclo económico atual", e no qual é necessário dar sinais "de respeito das regras", mas também "de apoio à economia", com vista à retoma.

A decisão final sobre a aplicação de sanções que poderiam implicar a suspensão de fundos comunitários será ser tomada pelos ministros das Finanças da União Europeia na reunião de julho, depois das eleições legislativas em Espanha.

Michel Sapin manifesta uma opinião idêntica ao do presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, que esteve no congresso do PS, em Lisboa, durante o fim de semana, e disse que é "contra" as sanções por incumprimento do défice orçamental de 2015.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.