sicnot

Perfil

Economia

França opõe-se a sanções contra Portugal por violação de regras europeias

A França opõe-se a sanções contra Portugal e Espanha por estes países não terem cumprido o Pacto de Estabilidade e Crescimento, nomeadamente as regras que preveem sanções a um país que tenha um défice orçamental superior a 3% do PIB.

reuters

O ministro das Finanças da França, Michel Sapin, assegurou ao diário espanhol El País, citado na edição de hoje, que o seu país será "condescendente" com Portugal e Espanha e adiantou que a Alemanha e a Comissão Europeia também o serão.

A Comissão Europeia propôs, em maio, que se abra um procedimento por défice excessivo contra Portugal e Espanha, mas que seja dado "mais um ano, e apenas mais um ano", a estes países para colocar o seu défice abaixo dos 3% do Produto Interno Bruto (PIB).

O executivo comunitário "levou em linha de conta o momento do ciclo económico atual", e no qual é necessário dar sinais "de respeito das regras", mas também "de apoio à economia", com vista à retoma.

A decisão final sobre a aplicação de sanções que poderiam implicar a suspensão de fundos comunitários será ser tomada pelos ministros das Finanças da União Europeia na reunião de julho, depois das eleições legislativas em Espanha.

Michel Sapin manifesta uma opinião idêntica ao do presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, que esteve no congresso do PS, em Lisboa, durante o fim de semana, e disse que é "contra" as sanções por incumprimento do défice orçamental de 2015.

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.