sicnot

Perfil

Economia

Líder da CGTP considera "natural" promulgação da lei das 35 horas

A promulgação do diploma que restabelece as 35 horas de trabalho semanais na função pública é "natural", considerou o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, em declarações à Agência Lusa.

"A promulgação que é feita da lei das 35 horas é natural", afirmou o líder da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses, ao comentar a decisão do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, de promulgar o diploma que restabelece as 35 horas de trabalho semanais na função pública, aprovado no Parlamento na quinta-feira.

Esta lei "corresponde a uma decisão da AR e acima de tudo ao cumprimento de uma promessa que valorizamos", acrescentou Arménio Carlos.

A promulgação da lei, aprovada com votos a favor de PS, BE, PCP, PEV e PAN e votos contra de PSD e CDS-PP, foi conhecida na noite de terça-feira.

Por unanimidade, o diploma - um texto saído da Comissão de Trabalho, com base em projetos de PCP, PEV, BE, PS e de uma proposta da Assembleia Legislativa dos Açores - teve dispensa de redação final e foi publicado em Diário da Assembleia da República logo na sexta-feira.

Lusa

  • Arménio Carlos confiante na promulgação do diploma das 35 horas de trabalho
    0:28

    País

    A CGTP foi esta tarde recebida pelo Partido Socialista, no parlamento, para debater, entre outros assuntos, a questão da precariedade laboral. À saída, Arménio Carlos voltou a falar da reposição das 35 horas semanais de trabalho na Função Pública. Agora que o diploma já está em Belém, o líder da CGTP diz não ver razões para que seja vetado.

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31