sicnot

Perfil

Economia

Mário Centeno diz que "espaço para a Europa crescer é muito grande"

O ministro das Finanças, Mário Centeno, disse esta terça-feira em Nova Iorque num encontro com investidores que o "espaço para a Europa crescer é muito grande".

© Rafael Marchante / Reuters

"Ainda temos muitos assuntos que precisam ser discutidos e resolvidos, mas o espaço para a Europa crescer é muito grande", disse Mário Centeno.

O responsável participa nos Pan European Days, uma iniciativa da bolsa portuguesa que promove encontros entre investidores e empresas do PSI20 (principal índice da Bolsa de Lisboa) em Nova Iorque e Boston, além de um conjunto de palestras.

Falando sobre o meio milhão de pessoas que abandonou o país durante a crise, o ministro lembrou que "historicamente todos os surtos de emigração são seguidos por uma procura no mercado de trabalho."

"A procura chegará", disse.

O responsável lembrou ainda a vantagem da União Europeia sobre os EUA como um espaço diversificado, o que permite diminuir os riscos para os investidores, e deu como exemplo o mercado de trabalho.

"Na Europa, somos muito mais móveis em termos de trabalho do que nos EUA. (...) Os salários em Mississípi são dois terços do que são em Boston. Os salários em Lisboa são um terço do que são em Paris", disse.

No mesmo painel, dedicado ao tema do investimento na Europa, participou ainda o diretor do Banco de Investimento Europeu, Thomas C. Barrett, e o ministro das Finanças belga, Johan Van Overtveldt.

A discussão chegou ao tema dos acordos de comércio internacionais, que têm sido cada vez mais questionados na Europa e nos Estados Unidos.

"É o maior erro que podemos fazer neste momento (adotar uma política protecionista). Fechar fronteiras só terá um efeito: reduzir os rendimentos nos dois lados da fronteira", disse Centeno.

Num segundo momento do painel participou também José Maria Ricciardi, presidente executivo do banco Haitong, que adquiriu o BES Investimento no ano passado.

Questionado pelo moderador como o Governo português veria a entrada de capital chinês num grande e saudável banco português, Mário Centeno garantiu que não haveria qualquer problema.

"(Investimento estrangeiro) é muito importante para nós. Numa perspetiva de mercado, não vejo qualquer problema com isso", disse o ministro.

A tarde de hoje e quarta-feira serão inteiramente dedicados a reuniões entre empresas e investidores. O mesmo acontece na quinta-feira, mas já em Boston.

As empresas portuguesas presentes são a Altri, BPI, CTT, EDP, Galp Energia, Jerónimo Martins, Millennium BCP, Mota Engil, Nos, REN, Sonae e The Navigator Group.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twitter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.