sicnot

Perfil

Economia

Grécia vive nova onda de greves na saúde e transportes públicos

A Grécia enfrenta hoje uma nova onda de greves contra os cortes que o Governo aplicou para satisfazer os credores, com paralisações na saúde e nos transportes públicos.

© Alkis Konstantinidis / Reuters

Devido a uma greve de 24 horas, os hospitais e centros de saúde públicos apenas oferecerão os serviços mínimos.

Os trabalhadores do setor da saúde exigem um financiamento adequado do sistema, a contratação de pessoal permanente, dignidade para os jovens médicos e saúde pública gratuita, protestando ainda contra cortes de até 50% em pensões complementares.

Os transportes públicos de Atenas, por seu lado, vivem hoje uma paralisação de quatro horas que vai ter início às 12:00 (10:00 em Lisboa) e afetará linhas de metro, elétricos e comboios suburbanos.

Os protestos são contra os planos para incluir o transporte público no 'super fundo' de privatização acordado entre o Governo de Alexis Tsipras e os credores.

Além disso, os trabalhadores do transporte público protestam contra os atrasos na assinatura do seu contrato coletivo.

As paralisações nos transportes urbanos vão continuar pontualmente nos próximos dias.

Por outro lado, a federação de professores também está em greve devido à falta de pessoal docente; tal como os estivadores do porto do Pireu que prosseguem hoje a sua paralisação para exigir garantias laborais em face da privatização dos portos.

Lusa

  • Governo recomenda retirada de livros polémicos da Porto Editora

    País

    A Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, "por orientação do ministro adjunto", recomendou hoje à Porto Editora a retirada do mercado dos blocos de atividades que fazem distinção entre rapazes e raparigas. O organismo considera que podem estar em causa a "diferenciação e desvalorização do papel das raparigas no espaço público e dos rapazes no espaço privado".

    Ricardo Rosa

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13
  • Criança irrequieta domina noticiário britânico
    1:19