sicnot

Perfil

Economia

Problemas na entrega do IRS levam hoje a Deco ao Parlamento

A Deco - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor vai hoje ao Parlamento expressar aos deputados as suas preocupações com os "constrangimentos" sentidos pelos contribuintes na entrega este ano da declaração de IRS.

(SIC/ Arquivo)

A audição da Deco foi pedida pelo PSD e aprovada pela Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa na passada quarta-feira, no mesmo dia em que os deputados aprovaram também uma proposta do PS de audição do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, sobre o mesmo assunto.

O PSD justificou o pedido de audição da Deco com o facto de, "nas últimas semanas, terem vindo a público relatos de inúmeros constrangimentos, dificuldades e dúvidas com que os contribuintes se têm deparado este ano no processo de entrega das declarações modelo 3 do IRS", recordando mesmo os erros detetados nos simuladores de IRS do Portal das Finanças.

Em declarações à Lusa, a associação contou que este ano está a receber uma média de 150 queixas por dia de contribuintes que suspeitam de erros no IRS, ou têm dúvidas no preenchimento da declaração.

"Estamos a receber quase o dobro de queixas que tínhamos recebido no ano passado", aquando da entrega da declaração do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares relativo aos rendimentos de 2014, contou à Lusa Tito Rodrigues, jurista da associação de defesa dos direitos dos consumidores Deco.

Os erros nas simulações realizadas no Portal da Autoridade Tributária (AT), admitidos pelo próprio Ministério das Finanças, mas apenas até as 15:00 de dia 01 de abril, são um dos motivos das queixas, assim como notas de liquidação com erros (nomeadamente com deduções em falta) que a associação calcula poderem representar um prejuízo de "centenas" de euros.

A Deco tem defendido que o Fisco deve assumir os erros detetados no processo de entrega das declarações de IRS, indemnizando os contribuintes lesados.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.