sicnot

Perfil

Economia

Volkswagen vai chamar às oficinas 1,1 milhões de veículos

A Volkswagen informou hoje que as autoridades alemãs aprovaram soluções técnicas para 1,1 milhões de veículos do grupo afetados pela manipulação das emissões de gases poluentes.

© Suzanne Plunkett / Reuters

Na sequência da decisão do regulador alemão de transporte automobilístico (KBA), o grupo tem luz verde para chamar às oficinas mais 1,1 milhões de veículos comerciais da Volkswagen e da Audi.

Na semana passada, as autoridades alemãs autorizaram soluções técnicas para os modelos Passat, CC e Eos, também com um motor TDI EA 189 de 2,0 litros.

Serão chamados à revisão os modelos Golf, Passat e Tiguan da Volkswagen e ao A4, A5, A6 e Q5, da Audi. Os motores díesel de 1,2 litros, 1,6 litros e 2 litros necessitam de uma atualização de 'software' que, segundo a Volkswagen, se realiza em menos de meia hora.

A Volkswagen, recentemente envolvida num escândalo mundial de manipulação de emissões poluentes em motores diesel anunciou, a 31 de maio último, uma queda nos lucros de 20,1%, para 2,31 mil milhões de euros, no período de janeiro a março, registando-se uma quebra de 3,4% nas vendas, para 50,96 mil milhões de euros.

Apesar do escândalo, divulgado em setembro de 2015 e relativo aos 11 milhões de motores diesel identificados com defeito, o número de veículos vendidos pela empresa alemã Volkswagen subiu 0,8%, para 2.508 milhões de unidades em todo o mundo.

Lusa

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Alertas de fogos e outras catástrofes por SMS

    País

    As operadoras de telecomunicações deverão começar já este ano a enviar mensagens de alerta em caso de catástrofes. O sistema de avisos à população deverá entrar em vigor ainda antes da época de incêndios

  • Os grandes desafios de Rui Rio, segundo Poiares Maduro
    7:43

    O ex-ministro de Pedro Passos Coelho, Miguel Poiares Maduro, falou com a SIC sobre o que reserva o futuro para o PSD e quais serão os principais desafios na área económica para a liderança de Rui Rio. O défice, a descentralização, o próximo Orçamento do Estado e a eventualidade de um bloco central foram alguns dos temas da conversa. Uma entrevista transmitida esta quarta-feira, no programa Negócios da Semana.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25
  • Quem é Elon Musk?
    9:42