sicnot

Perfil

Economia

Bloomberg revê em baixa crescimento do PIB para 1,2% este ano em Portugal

Os economistas inquiridos pela agência de informação financeira Bloomberg na semana passada estão mais pessimistas sobre a evolução da economia portuguesa, antecipando um crescimento do PIB de 1,2% este ano, quando antes previam 1,5%.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com a estimativa média dos 22 economistas inquiridos pela Bloomberg, Portugal vai crescer 1,2% este ano e acelerar para 1,5% em 2017, abrandando depois novamente para 1,2% em 2018.

Na sondagem anterior, Portugal crescia 1,5% este ano, 1,6% em 2017 e 1,3% no ano seguinte.

Na base deste abrandamento está a expectativa dos economistas para a segunda metade deste ano: no terceiro trimestre, os economistas pioraram a previsão de crescimento do PIB português, de 1,6% para 1%, e no último trimestre a previsão passou de 1,8% para 1,2%.

O Governo português prevê uma expansão do PIB de 1,8% neste e no próximo ano, e uma ligeira aceleração para 1,9% em 2018, seguida de mais um ponto percentual em 2019 e outro em 2020.

No que diz respeito à taxa de desemprego, as previsões dos economistas são também mais pessimistas que as do Governo: enquanto o Executivo prevê que a taxa fique nos 11,4% este ano e se reduza para 10,9% e 10,4% em 2017 e 2018, os economistas inquiridos pela Bloomberg antecipam que este ano a taxa de desemprego chegue a 11,8%, descendo depois para 11,1% em 2017 e 10,8% em 2018.


Lusa

  • Portugal 2016 em análise
    51:59

    Negócios da Semana

    José Gomes Ferreira em debate com: João Ferreira Amaral - Economista e professor universitário, e Pedro Reis, ex-presidente AICEP. Em análise Portugal 2016: OCDE baixa previsão de crescimento para 1,2 por cento; só o governo mantém o otimismo na previsão do PIB; oposição diz que as contas do governo não batem certo e quanto vai gastar o estado nas ajudas aos bancos

  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.