sicnot

Perfil

Economia

Air France cancelou 1030 voos em quatro dias de greve dos pilotos

A companhia aérea Air France indicou hoje, no último dia de uma greve de pilotos, que em quatro dias foram cancelados 1.030 voos e afetados 127 mil passageiros.

Reuters

Reuters

© Christian Hartmann / Reuters

Em comunicado, a Air France indica que na quarta-feira, uma vez terminada a paralisação, conta manter 100% dos voos intercontinentais, 99% dos voos em França e 97% dos voos para a Europa.

Hoje, a situação estava a decorrer de acordo com as previsões feitas pela companhia aérea na segunda-feira, com 23% dos voos cancelados.

Os três sindicatos que convocaram esta greve, que representam a grande maioria dos pilotos, pretendem pressionar a administração quanto a uma série de revindicações, incluindo as regras de remuneração e a repartição da atividade entre a Air France e os parceiros holandeses da KLM.

Por outro lado, uma greve de controladores aéreos franceses que decorreu no âmbito dos protestos contra a reforma laboral causou hoje alguns atrasos, mas não levou ao cancelamento de voos, indicou a Direção-Geral da Aviação Civil (DGAC).


Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".