sicnot

Perfil

Economia

Principais intervenientes na privatização da TAP vão hoje ao Parlamento

Os principais intervenientes na privatização da TAP são hoje ouvidos na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas no parlamento. O presidente da Autoridade Nacional da Aviação Civil, o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, bem como o presidente da TAP e os novos donos da companhia vão prestar esclarecimentos sobre o processo de venda da companhia aérea nacional.

© Paulo Whitaker / Reuters

Luís Silva Ribeiro, presidente da Autoridade Nacional da Aviação Civil, e Sérgio Monteiro, ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, são ouvidos hoje na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, por causa do processo de privatização da TAP.

Os principais intervenientes na privatização da TAP estão a ser chamados ao Parlamento para prestar esclarecimentos sobre o processo de venda da companhia aérea nacional.

Na sequência do requerimento do Bloco de Esquerda, aprovado em março por unanimidade, estão a ser chamados, do lado dos governos, o antigo ministro da Economia António Pires de Lima, o ex-secretário de Estado dos Transportes Sérgio Monteiro e o atual ministro das Infraestruturas, Pedro Marques, que tem a tutela da transportadora aérea nacional.

Os novos donos da TAP - os empresários David Neeleman e Humberto Pedrosa - também são ouvidos na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, bem como o presidente executivo da TAP, Fernando Pinto.

Com Lusa

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.