sicnot

Perfil

Economia

Portugal coloca 1.000 M€ em dívida a 3 e 11 meses a taxas mais altas

Portugal colocou hoje 1.000 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro a três e 11 meses a taxas médias superiores às dos anteriores leilões comparáveis, tendo a do prazo mais curto passado de negativa para positiva.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters (Arquivo)

Segundo a página do IGCP - Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública na Bloomberg, no prazo de 11 meses foram colocados hoje 755 milhões de euros à taxa de juro média de 0,146%, superior à verificada no anterior leilão comparável de 22 de abril, de 0,037%.

A procura atingiu 1.213 milhões de euros, 1,61 vezes o montante colocado.

Em relação aos BT a três meses, o IGCP colocou 245 milhões de euros a uma taxa de juro média de 0,075%, também superior à de -0,004% verificada no anterior leilão desta maturidade em 22 de abril.

O total de propostas dos investidores para esta maturidade atingiu 639 milhões de euros, mais de 2,6 vezes o montante colocado.

O IGCP tinha anunciado para hoje a realização de dois leilões de Bilhetes do Tesouro para colocar entre 750 e mil milhões de euros.

Lusa

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".