sicnot

Perfil

Economia

Decisões sobre sanções "em julho, não hoje"

Decisões sobre sanções "em julho, não hoje"

Os ministros das Finanças discutem hoje as recomendações que a Comissão fez em maio para os vários países. Mas no caso português e espanhol, o ECOFIN espera ainda por uma decisão da Comissão sobre o procedimento por défice excessivo. O ministro holandês das Finanças que tem criticado o adiamento de uma possível aplicação de sanções, foi esta manhã menos crítico. Jeroen Dijsselbloem diz que as decisões para Portugal só serão tomadas no próximo mês.

  • Centeno e Moscovici discutiram défice e eventuais sanções
    0:50

    Economia

    O ministro das Finanças esteve reunido hoje com o comissário europeu dos Assuntos Económicos, no Luxemburgo. No final do encontro, Pierre Moscovici disse estar a trabalhar para ser encontrada a melhor solução, no caso português no que diz respeito à derrapagem no défice e às eventuais sanções.

  • Presidente do Eurogrupo preocupado com o adiamento das sanções a Portugal
    2:03

    Economia

    O presidente do eurogrupo diz-se muito preocupado com a decisão da Comissão Europeia de adiar as sanções a Portugal e Espanha por não terem cumprido o défice no ano passado. O responsável europeu diz que está em causa a credibilidade da Europa porque as regras não estão a ser cumpridas, e sublinha que não pode haver países de primeira e outros de segunda.

  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05