sicnot

Perfil

Economia

Polónia estreia terminal para receber gás fora do domínio russo

A Polónia recebeu hoje o primeiro navio de transporte de gás liquefeito do Médio Oriente no seu novo terminal, com o qual pretende tornar-se independente da Rússia e assumir-se como um importante jogador regional neste tipo de energia.

© Ali Jarekji / Reuters

Fretado pelo Qatar, o cargueiro Al-Nuaman transportou nos seus reservatórios 206.000 metros cúbicos Gás Natural Liquefeito, o primeiro carregamento comercial chegado a Swinoujscie, destinado à empresa de gás polaca PGNiG.

"Para a Polónia, representa ser ou não dominada pelo gás russo", declarou à Agência France Presse (AFP) Jacek Cwiek-Karpowicz, perito em energia do Instituto Polaco dos Negócios Estrangeiros.

"É também um pouco mostrar músculo, mostrar quais são as alternativas", acrescentou.

Segundo o especialista, a Polónia "tem hipótese de se tornar a porta da Europa central" para o gás.

O terminal de Swinoujscie é um elemento, entre outros, do puzzle energético que coloca Varsóvia em campo para se livrar das remessas russas.

"O novo terminal constitui o mais precioso bem das infraestruturas de gás na Polónia e que se encontra livre de qualquer influência russa", referiu a mesma fonte.

"Muda o cenário na região", segundo um relatório do centro de estudos e de análises norte-americano CEPA sobre a estratégia energética da Polónia.

Orçado em 720 milhões de euros, o terminal tem uma capacidade anual inicial de transbordo de cinco mil milhões de metros cúbicos, que poderá ser aumentada para 7,5 mil milhões, cerca de metade do gás consumido pela Polónia.

Atualmente, um terço do gás na Polónia provém dos seus próprios recursos, cerca de 40 por cento é importado da Rússia e 20% da Ásia.


Lusa

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.