sicnot

Perfil

Economia

TAP vai reduzir número de voos para Angola

A partir do próximo mês, a TAP vai reduzir o número de voos para Angola. A companhia terá quatro ligações por semana de Lisboa para Luanda, e quatro de regresso. Vão acabar os voos de Lisboa para Luanda às sextas-feiras e sábados, e de Luanda para Portugal aos sábados e domingo. Contudo, a companhia diz que os voos de maior procura vão manter-se. A TAP justifica a decisão com a nova estratégica de cortar em mercados menos rentáveis e apostar nos Estados Unidos da América.

© Paulo Whitaker / Reuters

  • Nova rota da TAP para Boston
    2:35

    Economia

    O presidente da TAP admite processar o Estado português, por prémios de gestão que não foram pagos entre 2007 e 2009. Fernando Pinto inaugurou a nova rota de Lisboa para Boston e aproveitou para dizer que, para evitar uma nova greve, a companhia vai pagar mais aos tripulantes que vão fazer as novas ligações para os Estados Unidos.

  • TAP garante que não vai reduzir voos para a Venezuela
    0:18

    País

    O presidente da TAP diz que a companhia não vai reduzir a operação para a Venezuela, pelo menos por agora. A TAP não segue assim o exemplo de outras companhias, que estão a cancelar os voos para Caracas. As companhias europeias têm milhões de euros retidos no país.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão