sicnot

Perfil

Economia

Dijsselbloem exigiu que Bruxelas "leve a sério" a responsabilidade de atuar como árbitro

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, exigiu hoje à Comissão Europeia que "leve a sério" a responsabilidade de atuar como árbitro com os países que incumpriram os limites do défice e que imponha multas.

© Vincent Kessler / Reuters

Dijsselbloem falava em Berlim num congresso anual organizado pela ala empresarial da União Cristã Democrata (CDU) da chanceler Angela Merkel.

O presidente do Eurogrupo evitou citar países concretos, mas era evidente que se referia àqueles que Bruxelas sinalizou como infratores recentemente, que inclui Portugal e poderia acabar sancionado.

"Estou preocupado pela forma como a CE está a assumir as suas responsabilidades", afirmou Dijsselbloem, referindo-se ao papel de "árbitro" que este organismo tem na decisão da resposta institucional aos incumprimentos do limite de endividamento, incluindo multas.

O presidente do Eurogrupo alertou, em primeiro lugar, para o risco de que se assuma que não é preciso cumprir o combinado e, de seguida, advertiu que não se pode "discriminar" entre países grandes e pequenos.

"Por isso advirto: levem a sério!", assegurou o político holandês.

Dijsselbloem considerou que as regras se podem aplicar com "certa flexibilidade", mas sem pôr em perigo esta "base de confiança".

Na opinião de Dijsselbloem, os incumprimentos em política orçamental num país podem acabar por atingir outros, fazendo com que "todo o projeto" europeu perca estabilidade.

O presidente do Eurogrupo defendeu não ampliar a UE ou aprofundar a integração política até que se tenham aplicado todas as medidas que se aprovaram ultimamente e se tenha regressado à convergência económica entre os 28, já que desde a crise este processo foi interrompido e inclusivamente invertido.

"O processo de convergência foi detido. Regressou a divergência. É crucial, antes de dar novos passos de integração política, regressar à convergência", disse.

Dijsselbloem mostrou-se contrário a novas iniciativas como a criação de um orçamento próprio para a zona euro ou de um ministro das Finanças comum para todos os países do euro e defendeu uma "concentração no que realmente importa".

O presidente do Eurogrupo também defendeu o "pragmatismo" e o avanço "passo a passo" na união bancária e o aprofundamento do mercado comum e a construção de um mercado de capitais comuns.

Lusa

  • Decisões sobre sanções "em julho, não hoje"
    0:39

    Economia

    Os ministros das Finanças discutem hoje as recomendações que a Comissão fez em maio para os vários países. Mas no caso português e espanhol, o ECOFIN espera ainda por uma decisão da Comissão sobre o procedimento por défice excessivo. O ministro holandês das Finanças que tem criticado o adiamento de uma possível aplicação de sanções, foi esta manhã menos crítico. Jeroen Dijsselbloem diz que as decisões para Portugal só serão tomadas no próximo mês.

  • Dijsselbloem acusa Juncker de estar a minar a credibilidade europeia
    1:37

    Economia

    Há uma nova guerra entre a Comissão Europeia e o Eurogrupo, com Portugal no centro.O presidente do Eurogrupo acusa o presidente da Comissão de estar a minar a credibilidade europeia, ao admitir que França não será sancionada. O Eurogrupo tem dito que as regras têm de ser cumpridas, sem excepções, e pede que Portugal seja multado por ter furado a meta do défice em 2015.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartindo de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas siamesas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC