sicnot

Perfil

Economia

Pilotos da Air France cancelam greve do próximo fim de semana

Os sindicatos dos pilotos da Air France decidiram hoje desconvocar a greve marcada para o período entre 24 e 27 de junho.

© Philippe Wojazer / Reuters

O cancelamento da greve ocorreu depois de uma reunião com o futuro presidente da Air France, Jean-Marc Janaillac, que toma posse a 04 de julho, que prometeu congelar a aplicação de certas medidas nos salários dos pilotos em troca de uma trégua de quatro meses.

Em resposta, os três sindicatos, que representam os pilotos da Air France, "decidiram suspender a greve", disse a secretária-geral do Sindicato Nacional de Pilotos, Veronica Damon.

Jean-Marc Janaillac pediu aos representantes dos pilotos para não fazerem greve até 01 de novembro para ter tempo para desenhar um "novo projeto estratégico" para a empresa.

A última greve dos pilotos da Air France, entre 11 e 14 de junho, obrigou ao cancelamento de 1.030 voos e afetou 127.000 passageiros, segundos dados da companhia aérea francesa.

Lusa

  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual, onde aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.