sicnot

Perfil

Economia

Ações da Pharol voltam a ser negociadas e não resistem a nova queda

As ações da Pharol, antiga PT SGPS, que estiveram suspensas durante o dia de ontem, por ordem da CMVM, voltaram hoje a ser negociadas.

O regulador dos mercados quis mais informações da Pharol, depois do pedido de recuperação judicial da Oi, que está à beira da falência.

Recordo que a cotada portuguesa é dona de 27 por cento do capital da Oi, na sequência da fusão entre a PT e a brasileira.

Em comunicado, a Pharol garantiu que vai continuar a defender valorização das ações que tem na operadora brasileira.

A suspensão acabou por ser levantada às 10 horas desta manhã, no entanto as ações já cairam cerca de 41 por cento.

  • Negociação na bolsa das ações da Pharol suspensa
    2:14

    Economia

    A decisão foi tomada pela CMVM esta manhã e estende-se também a uma linha de obrigações da PT que arrisca não ser reembolsada dentro do prazo, que termina já no próximo mês.O regulador dos mercados só vai levantar a suspensão depois de serem divulgados mais dados sobre o pedido de recuperação judicial da OI, a empresa brasileira onde a Pharol é acionista e que pediu ontem à noite proteção dos credores.

  • CMVM suspende ações da Pharol depois de pedido de recuperação judicial da Oi
    2:58

    Economia

    A Oi, a gigante brasileira das telecomunicações, está a um passo da falência e entrou com um pedido de recuperação judicial. A decisão foi anunciada ontem à noite e levou a CMVM a suspender, hoje durante todo o dia, as ações da Pharol - que é acionista da Oi. O regulador impediu também que fossem negociadas obrigações da PT que venciam já no próximo mês e que podem não ser pagas dentro do prazo. Em causa mais de 200 milhões de euros de clientes do retalho.

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.