sicnot

Perfil

Economia

Principais empresários britânicos apelam à permanência na UE

Líderes das principais empresas britânicas instaram hoje os cidadãos britânicos a votarem esta quinta-feira pela permanência do Reino Unido na União Europeia, em nome do emprego e do comércio.

reuters

Numa carta aberta divulgada hoje pelo "The Times", os responsáveis de mais de metade das grandes empresas britânicas cotadas na Bolsa de Londres -- 1.250 empresários que, em conjunto, dão emprego a 1,75 milhões de pessoas -- argumentam que a opção pelo 'Brexit' no referendo desta quinta-feira "prejudicaria" a economia britânica.

Entre as empresas cossignatárias figuram mais de 900 pequenas e médias empresas e 51 grupos incluídos no "Footsie", o índice principal da bolsa londrina FTSE-100.

"O abandono da União Europeia pelo Reino Unido significaria incerteza para as nossas empresas, menos comércio com a Europa e menos empregos", argumentam os empresários.

De acordo com os cossignatários, se a opção de saída vencer, terão que ser restabelecidos "a partir do zero" os termos das relações comerciais entre o Reino Unido e os principais mercados.

Além disso, argumentam, "os negócios mais pequenos e as pessoas que estes empregam são particularmente vulneráveis a qualquer choque económico que possa ocorrer".

A carta foi divulgada no dia seguinte ao ex-presidente da Câmara de Londres Boris Johnson, um dos principais defensores do 'Brexit', ter precisamente acusado os líderes empresariais britânicos de estarem alinhados com "uma operação de Downing Street [sede do Governo britânico]".

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.