sicnot

Perfil

Economia

Governo e parceiros sociais discutem hoje políticas ativas de emprego

O Governo e os parceiros reúnem-se hoje em sede de Concertação Social para discutir políticas ativas de emprego e regulação do mercado de trabalho, combate à precariedade, entre outros assuntos.

José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

ANT\303\223NIO COTRIM

A reunião foi pedida pelo ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e decorrerá pelas 15:00, em Lisboa, de acordo com a convocatória do encontro enviada aos parceiros e à qual a Lusa teve acesso.

Entre os pontos que constam da agenda da reunião entre o Governo, os patrões e os sindicatos está a "informação e debate sobre assuntos em agenda no Conselho EPSCO (Emprego, Política Social, Saúde e Consumidores)" e a "apresentação do relatório preliminar sobre políticas ativas de emprego".

Será também incluída a discussão em torno da "metodologia da discussão sobre regulação do mercado de trabalho, combate à precariedade e promoção do diálogo social, concertação e negociação coletiva".

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43