sicnot

Perfil

Economia

Investimentos da Oi programados para 2016 serão mantidos

O diretor de retalho da Oi, Bernardo Winik, assegurou hoje que todos os investimentos programados para 2016 na operadora brasileira "serão mantidos", apesar do pedido de recuperação judicial apresentado pela empresa.

(Reuters/Arquivo)

"Independentemente do que tenha acontecido na semana passada, os investimentos estão mantidos. Nada mudou", disse Bernardo Winik, esclarecendo que a manutenção se refere a investimentos de toda a empresa.

A Oi apresentou, a 20 de junho, um pedido de recuperação judicial, que inclui um total de 65,4 mil milhões de reais (17 mil milhões de euros) de dívidas, para evitar a falência.

O mesmo responsável, citado pelo portal de Internet G1, deu conta de que os investimentos da operadora estão a crescer, registando uma alta de 22% no primeiro trimestre do ano.

O executivo ressaltou que "2015 foi um ano de arrumação de casa, com redução de custos", acrescentando: "Direcionámos investimentos para ações de maior retorno, realinhámos preços que estavam fora do mercado".

Segundo Bernardo Winik, as vendas da empresa não diminuíram desde que o pedido de recuperação judicial foi apresentado.

Entretanto, o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, disse hoje aos jornalistas que o regulador será parte no processo de recuperação judicial, caso a Justiça brasileira aprove o pedido, e irá "acompanhar todas as negociações referentes a isso".

João Rezende adiantou que a agência está a tomar medidas sobre o caso, que ainda não podem ser reveladas.

"Estamos trabalhando para fazer com que o usuário tenha garantida a continuidade do trabalho da Oi, principalmente no campo operacional. Para que não haja nenhum risco sistémico do setor de telecomunicações, nós temos todo o interesse de garantir a continuidade do serviço", referiu.

A empresa é a maior operadora de telefone fixo do Brasil e a quarta em rede móvel, com cerca de 70 milhões de clientes.

A Oi vendeu em 2015 a PT Portugal à empresa francesa Altice.

A Pharol, antiga PT SGPS, detém cerca de 27% da operadora de telecomunicações brasileira Oi.

Lusa

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • 6 polícias feridos e 4 detidos em manifestação pela morte de português em Londres
    1:29

    Mundo

    A manifestação começou ainda durante a tarde deste domingo, na capital britânica e culminou em violência, com 6 polícias feridos, 4 pessoas detidas e a evacuação de uma das principais estações de transportes da zona leste da Londres. Os manifestantes acusam a polícia britânica de agressão na noite de 15 de junho, quando um português, de 25 anos, foi mandado parar pela polícia. O jovem acabou por morrer no hospital 5 dias depois.

  • Novo avião da TAP a lembrar o passado
    1:32
  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01

    País

    Um avião da TAP voltou a cruzar-se este domingo com um drone, enquanto se preparava para aterrar no aeroporto de Lisboa. A aproximação deu-se a 900 metros de altitude e passou muito perto da asa da aeronave. Este é o 10.º incidente com drones este ano e o 6.º este mês.

  • Bruno Fernandes já está em Lisboa
    4:53

    Mercado de transferências

    Bruno Fernandes já está em Lisboa a dar autógrafos com a camisola do Sporting. André Moreira, guarda-redes do Atlético Madrid, oficializado em breve no Benfica. Eis as últimas do mercado de transferências, por Gonçalo Azevedo Ferreira.

  • Os russos adoram Portugal
    2:48

    Taça das Confederações

    Os portugueses que foram à Rússia para a Taça das Confederações ficaram surpreendidos pela forma calorosa com que todos foram recebidos. Cristiano Ronaldo é o grande responsável por esta paixão pelo nosso país.

    Enviados SIC

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.