sicnot

Perfil

Economia

Sentimento económico na zona euro inverte tendência e recua em junho

O indicador do sentimento económico na zona euro recuou 0,2 pontos em junho, face a maio, para os 104,4, após dois meses consecutivos de crescimento, divulga hoje a Comissão Europeia.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

Reuters

Já no conjunto dos 28 Estados-membros, o sentimento económico subiu em julho 0,1 pontos para os 105,7, segundo dados da Direcção-Geral dos Assuntos Económicos e Financeiros da Comissão Europeia, que foram recolhidos antes do anúncio do referendo britânico de 23 de junho, que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia.

A ligeira quebra do indicador na zona euro resulta de descidas na confiança dos consumidores e empresários nos setores dos serviços, construção e comércio de retalho, enquanto no da indústria esta subiu.

Entre as cinco maiores economias da zona euro, o indicador macroeconómico aumentou na Holanda (2,1 pontos), Alemanha (1,6) e Espanha (0,8), tendo recuado em Itália (-3,6) e França (-1,7 pontos).

Em Portugal, o indicador do sentimento económico cresceu 0,9 pontos para os 106,1 de maio para junho.

Lusa

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem no Coachella e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.