sicnot

Perfil

Economia

Suspensa greve dos controladores aéreos portugueses

Os seis sindicatos representativos dos trabalhadores da NAV Portugal cancelaram hoje a greve que pretendia alertar para o abandono da empresa responsável pelo controlo do tráfego aéreo em Portugal, depois do Governo ter nomeado a totalidade do Conselho de Administração.

© Rafael Marchante / Reuters

Em comunicado, "os trabalhadores da NAV Portugal e sindicatos seus representantes congratulam-se com o anúncio do Governo indicando a composição da totalidade do novo Conselho de Administração da empresa, que abre perspetivas de normalização do funcionamento após meses de abandono".

Neste contexto, depois de verem respondidas as suas pretensões, a plataforma sindical da NAV Portugal anunciou a suspensão da greve marcada para quinta-feira (das 14h00 às 16h00) e 8, 15, 22 e 29 de julho (das 08h00 às 10h00), ma expetativa que "esta nomeação permita terminar o período de instabilidade que a NAV Portugal tem vindo a viver".

O Governo nomeou a totalidade do Conselho de Administração da NAV Portugal, uma das reivindicações dos trabalhadores, que na terça-feira anunciaram uma greve.

Em comunicado enviado hoje, o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas considera que "a nomeação do novo Conselho de Administração cria as condições para o pleno desenvolvimento da empresa responsável pelo controlo do tráfego aéreo em Portugal continental e nas Regiões Autónomas".

O tenente-coronel Albano Manuel Carvalho Coutinho vai presidir a partir de 01 de julho à NAV Portugal, e terá como vogais Francisco Gil e Egídia de Queiroz Martins, mais de um ano depois de ter o presidente em funções.

Na terça-feira, seis sindicatos representativos dos trabalhadores da NAV Portugal anunciaram uma greve parcial, com duração de duas horas, durante cinco dias.

Hoje, o Governo deu conta que já solicitou à Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CRESAP) os necessários pareceres com vista à nomeação do novo Conselho de Administração (CA) da NAV Portugal.

Albano Coutinho que, desde 2010, é inspetor de navegação aérea na Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC), vai substituir Luís Coimbra, cujo mandato como presidente da gestora do espaço aéreo português terminou em 2015.

Na ANAC, Albano Coutinho era responsável pelo licenciamento dos controladores de tráfego aéreo e representava Portugal nos grupos de trabalho da International Civil Aviation Organization (ICAO) para questões de navegação aérea.

Para vogais são designados Francisco Fernandes Gil, que integrou o Conselho de Administração da SATA, e Egídia Pinto de Queiroz Martins, assessora responsável pela avaliação e controlo dos projetos de investimento, orçamentos de exploração e controlo financeiro da NAV.

Lusa

  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Grafitter morre após cair do telhado da estação de Sete Rios
    0:57

    País

    Um grafitter morreu no sábado na estação intermodal de Sete Rios, em Lisboa. O jovem caiu de uma altura de seis metros, enquanto fazia um grafitti. As autoridades terão sido alertadas por um amigo, mas quando o INEM chegou o jovem de 21 anos já estava morto.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Pelo menos 22 corpos retirados de hotel atacado em Cabul

    Mundo

    Pelo menos 22 corpos foram removidos do hotel de Cabul, no Afeganistão, atacado neste fim de semana pelos talibãs e alguns serão difíceis de identificar por estarem calcinados, de acordo com um novo relatório do Ministério da Saúde.

  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.