sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a subirem a 2, 5 e 10 anos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a subir a dois, cinco e dez anos face a quarta-feira, alinhados com os da Irlanda e de Itália. Cerca das 08:50 em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a subir para 3,096%, contra 3,067% na quarta-feira e 4,084% em 11 de fevereiro, um máximo desde março de 2014.

(Lusa/ Arquivo)

Nos últimos seis meses, os juros a dez anos desceram até ao mínimo de 2,504% em 30 de dezembro do ano passado.

No mesmo sentido, no prazo de cinco anos, os juros estavam a avançar para 1,879%, contra 1,863% na quarta-feira, depois de terem subido até aos 2,768% em 11 de fevereiro, um máximo desde maio de 2014.

O valor mínimo dos últimos seis meses dos juros a cinco anos é de 1,050% e verificou-se a 30 de dezembro passado.

Os juros a dois anos também estavam a subir, para 0,642%, contra 0,630% na véspera e depois de terem subido até 1,225% em 19 de fevereiro passado, um máximo desde junho de 2014.

Nos últimos seis meses, o valor mínimo dos juros a dois anos é de 0,052% e verificou-se em 05 de janeiro passado.

Os juros de Espanha estavam a cair a dois anos e a subir nos prazos mais longos, enquanto os da Grécia estavam a descer a dois anos e a subir a dez anos.

Lusa

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16

    Economia

    A Nokia chegou a ser uma das maiores empresas do mundo devido ao fabrico de telemóveis. Caiu, mas acaba de fazer renascer um dos sucessos de vendas do início do milénio. O anúncio foi feito este domingo, em Barcelona.