sicnot

Perfil

Economia

Taxa turística rende quase 3,9 M€ em Lisboa

A taxa turística de Lisboa, aplicada sobre as dormidas, rendeu 3,88 milhões de euros à Câmara entre janeiro e maio, divulgou hoje a autarquia, prevendo que os sete milhões de euros estimados para este ano sejam "claramente ultrapassados".

LUSA

"Como é evidente, isto está a crescer de mês para mês, porque também é assim que acontece com a vinda de turistas para a cidade de Lisboa, e digamos que este número vai claramente ultrapassar aquilo que nós tínhamos previsto com a taxa turística", afirmou à agência Lusa o vereador das Finanças, João Paulo Saraiva, que falava a propósito dos primeiros seis meses em que a taxa foi cobrada nas dormidas.

Questionado sobre qual é agora a previsão para este ano, o responsável respondeu: "Temos a estimativa de ultrapassar os oito milhões, mas continuamos a ser consideravelmente conservadores [porque] não sabemos".

João Paulo Saraiva assinalou também que este número não inclui a receita gerada pela cobrança da taxa aos turistas que reservam, desde maio (quando o acordo foi celebrado), casas e quartos na plataforma 'online' Airbnb.

Aprovada em 2014, a Taxa Municipal Turística começou a ser aplicada a 01 de janeiro passado sobre as dormidas de turistas nacionais (incluindo lisboetas) e estrangeiros nas unidades hoteleiras ou de alojamento local, sendo cobrado um euro por noite até um máximo de sete euros.

A autarquia, de maioria PS, espera arrecadar uma receita de 15,7 milhões com a taxa turística este ano. Metade deste valor diz respeito às dormidas.

O restante deveria ser conseguido através da aplicação da taxa nas chegadas por via aérea e marítima a Lisboa, mas ainda não se sabe como.

Em 2015, a ANA - Aeroportos de Portugal assumiu a responsabilidade pelo pagamento nas chegadas por via aérea, o que lhe custou 3,8 milhões de euros.

Relativamente às dormidas, a autarquia tinha, até ao dia 26 de junho, 3.147 registos na sua plataforma, para fazer a cobrança -- 198 unidades de hotelaria e 2.793 de alojamento local com o registo completo e outros 156 estabelecimentos de alojamento local com o "registo em curso".

Na ótica do autarca, o processo ajudou a trazer proprietários de unidades de alojamento local para o mercado legal.

Para isso contribuiu também o acordo com a Airbnb e vão contribuir as ações de fiscalização que a autarquia irá realizar de forma autónoma e em parceria com a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, segundo João Paulo Saraiva.

"Isto dá-nos a tranquilidade de que o sistema está implementado e a funcionar de acordo com aquilo que prevíamos", observou o autarca.

No que toca às recusas de pagamento por parte de turistas, "admito que possa ter havido para aí uma pessoa ou duas, mas os números são completamente desprezáveis", indicou o vereador, justificando que "todos os turistas encararam com grande normalidade" a cobrança, que já existia antes noutras cidades europeias.

O valor arrecadado com a taxa vai reverter para um fundo turístico criado para financiar investimentos na cidade.

Por agora, apenas se equaciona o financiamento do futuro Museu Judaico da cidade, mas para debater este e outros projetos o comité de investimentos do fundo irá reunir-se "em breve", adiantou João Paulo Saraiva.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.