sicnot

Perfil

Economia

Fisco não conseguiu cobrar 136,5 M€ em impostos em 2015

O Fisco deixou por cobrar 136,5 milhões de euros de impostos em 2015, um aumento de 64,4% face a 2014, segundo a Conta Geral do Estado (CGE) de 2015 divulgada hoje pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

Do total de impostos que a AT não conseguiu cobrar, destaca-se o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), com 83,2 milhões de euros, mais 61% face a 2014, seguido do Imposto sobre o Rendimento de pessoas Singulares (IRS) e do Imposto sobre o Rendimento de pessoas Coletivas (IRC), respetivamente com 28,1 e 20,7 milhões de euros e crescimentos face a 2014 de 72,6% e 69,3%.

Na CGE esclarece-se ainda que no "valor global de prescrição ocorrida e verificada em 2015 -- 136,5 milhões de euros -- estão englobados 81,8 milhões de euros de dívida que já se encontrava declarada em falhas".

Segundo o Código de Procedimento e de Processo Tributário consideram-se declarados em falhas os impostos em que se verifique, entre outras razões, que não há bens penhoráveis dos devedores, não se conheça o devedor ou estes se encontrem em parte incerta.

Segundo a CGE "a prescrição de uma dívida ocorre, regra geral, oito anos após o ano em que se produziu o facto gerador da obrigação de imposto, ressalvadas que sejam as causas de suspensão e interrupção do prazo legal".

Segundo o mesmo documento, "o sistema de cobrança coerciva de dívidas fiscais está dotado de capacidade para detetar os bens suscetíveis de penhora dos devedores e praticar os atos legalmente previstos para a sua execução" e que "estes procedimentos são tendencialmente céleres e executados de forma uniforme e universal".

No entanto, quando se esgota "a possibilidade de execução de atos tendentes à cobrança da dívida (...) procede-se à declaração em falhas e posterior prescrição quando se encontrar esgotado o seu prazo legal de cobrança".

Na CGE é ainda ressalvado que os dados apresentados são os conhecidos até ao momento "podendo sofrer variações se, no futuro, os serviços de finanças vierem a constatar que outras dívidas prescreveram".

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.