sicnot

Perfil

Economia

Alitalia cancela 142 voos devido à greve de terça-feira

A companhia aérea italiana Alitalia anunciou hoje que vai cancelar 142 voos programados para terça-feira, na sequência de uma greve dos pilotos e do pessoal de voo marcada para esse dia.

© Tony Gentile / Reuters

Num comunicado enviado aos clientes da companhia, citado pela agência de notícias AFP, o diretor-geral da companhia aérea, Cramer Ball, lamenta os danos causados pela greve, que considera ser "incompreensível e injusta".

Segundo Cramer Ball, a greve está relacionada com o "fim de um privilégio atribuído aos pilotos e ao pessoal de voo" que permitia que pudessem "viajar gratuitamente de diferentes partes de Itália para chegar, ou sair, das bases de Roma ou Milão".

Esta decisão foi tomada, disse, para "economizar custos e em linha com o que tem vindo a acontecer com outras companhias aéreas na Europa e no resto do mundo".

Para a Federação Sindical de Transportes italiana, esta medida significa um "ataque aos direitos dos trabalhadores", sublinhando que a tripulação da Alitalia sempre "demonstrou uma grande responsabilidade e um grande profissionalismo, especialmente em tempos difíceis".

"A greve, que é a primeira em muitos anos, está relacionada com decisões que têm impacto nas condições de vida e de trabalho dos trabalhadores e que nunca são discutidas a montante", disse o secretário-geral da federação, Nino Cortorillo.

Entre essas medidas estão também um aumento do horário de trabalho, processos de despedimento individuais fora das normas e o fim dos meios concedidos para deslocações, entre outras.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50