sicnot

Perfil

Economia

Primeiro-ministro italiano contra aplicação de sanções a Portugal e Espanha

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, indicou hoje não estar de acordo com a aplicação de sanções europeias a Portugal e Espanha devido ao seu incumprimento da redução do défice.

© Tony Gentile / Reuters

"Seria um erro pensar em sanções para estes dois países que fizeram tantos sacrifícios", disse Renzi numa reunião da direção nacional do Partido Democrata (PD, no governo).

"Itália tem de fazer ouvir a sua voz para que (a prioridade) seja o crescimento e não a austeridade", declarou.

O chefe do governo italiano defendeu uma aplicação flexível das normas europeias em vez da aplicação de sanções por incumprimento dos objetivos do défice, adiantando que o seu país obteve "flexibilidade".

A intervenção de Renzi ocorreu na véspera da reunião semanal do colégio de comissários europeus, onde poderão ser discutidas as eventuais sanções a Portugal e Espanha.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.