sicnot

Perfil

Economia

Preço das casas em Portugal subiu 5,4% com exceção do Alentejo e da Madeira

O preço das casas em Portugal aumentou 5,4% no segundo trimestre deste ano, em relação ao primeiro trimestre, com exceção do Alentejo e da Madeira, que registaram uma descida de 3,3%, segundo dados da plataforma imobiliária Idealista hoje divulgados.

"Com esta subida, o preço da habitação situa-se nos 1.187 euros por metro quadrado", revelou o índice de preços da plataforma Idealista.

No segundo trimestre deste ano, face ao trimestre anterior, a região de Lisboa verificou uma subida de 6% no valor a pagar pelas casas, com o preço a rondar os 1.451 euros por metro quadrado, pelo que "continua a ser a região mais cara" do país.

Depois de Lisboa, o Algarve é a segunda região mais cara para comprar casa em Portugal, uma vez que o preço se situa nos 1.361 euros por metro quadrado, após o aumento de 4% registado entre maio e junho deste ano.

De acordo com o índice de preços, o valor a pagar pelas casas também subiu na região Norte - onde a habitação custa 907 euros por metro quadrado, depois de um aumento de 2% - e na região Centro, que verificou uma subida de 1,9% e colocou o valor nos 948 euros por metro quadrado.

"Excluindo o Alentejo e a Madeira, todas as regiões viram os seus preços aumentarem", sublinhou a plataforma Idealista, referindo que nestas duas regiões "os proprietários pedem menos 3,3% pelas suas casas em relação ao primeiro trimestre de 2016".

Apesar da descida do preço das casas, a Madeira ocupa a terceira posição da tabela das regiões mais caras para adquirir habitação em Portugal, com o valor a situar-se nos 1.102 euros por metro quadrado, seguida do Alentejo, onde o preço a pagar é de 1.101 euros por metro quadrado.

Por distritos, o maior aumento do preço das casas foi em Lisboa (9,1%), seguindo-se Castelo Branco (6,7%) e Faro (4%). Já a maior descida foi registada na Madeira (-3,3%), seguida por Viana do Castelo (-3%) e Setúbal (-1,1%).

"Em comparação com o primeiro trimestre de 2016, os distritos que viram os seus preços subirem foram 11", afirmou a plataforma imobiliária.

Durante o segundo trimestre deste ano, o ranking dos distritos mais caros é liderado por Lisboa, seguida por Faro e Coimbra, enquanto Santarém, Braga e Castelo Branco são os distritos com os preços mais reduzidos.

No ponto de vista das capitais de distrito, o aumento do preço das casas registou-se em oito capitais, mas a subida mais acentuada foi em Castelo Branco (7,5%), seguida pelo Porto (4,4%) e Beja (3,9%). Por outro lado, Coimbra assistiu a uma descida dos preços (-6,2%), assim como Viana do Castelo (-3,8%) e Aveiro (-2,8%).

"Lisboa é a capital de distrito onde é mais caro comprar, sendo 2.716 euros por metro quadrado", frisou o índice de preço, afirmando que de seguida encontra-se o Porto e Coimbra.

Os dados da plataforma Idealista indicam ainda as capitais de distrito mais económicas para comprar casa são Braga, Santarém e Castelo Branco.

Segundo a plataforma imobiliária Idealista - usada em Portugal para comprar, vender ou arrendar -, este índice de preços imobiliários analisou "40.926 anúncios que estão ou já estiveram anunciados na base de dados do Idealista, entre 15 de abril e 15 de junho de 2016".

Lusa

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.