sicnot

Perfil

Economia

Multa a Portugal pode ser "zero" mesmo que Ecofin avance com procedimento

O comissário europeu para o Euro, Valdis Dombrovskis, salientou hoje que se o Conselho de Ministros das Finanças da UE seguir as recomendações de Bruxelas para Portugal será aberto um procedimento, mas poderá não haver multa.

Vice-presidente da Comissão Europeia.

Vice-presidente da Comissão Europeia.

© Francois Lenoir / Reuters (Arquivo)

"Se a decisão de hoje for confirmada pelo Conselho dá origem a um procedimento", disse Dombroskis, em conferência de imprensa, salientando que se for decidida a aplicação de sanções, os países em causa -- Portugal e Espanha -- podem "apresentar motivos para as sanções serem reduzidas ou mesmo anuladas".

Também o comissário para os Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici, reforçou a possibilidade de os ministros das Finanças da União Europeia (UE) optarem por "uma multa igual a zero", sublinhando que a decisão compete ao Ecofin.

"Hoje está em causa uma avaliação objetiva do passado, não estão em causa sanções", sublinhou Moscovici.

O comissário lembrou que Portugal "devia ter corrigido o défice excessivo em 2015, mas este aumentou para 4,4%", salientando que mesmo sem o resgate do Banif, este ficaria "ligeiramente acima dos 3,0%".

Portugal "não cumpriu as metas, nem a nível nominal, nem estrutural", disse.

Dombrovskis, por seu lado, lembrou que "estamos a lidar com o rescaldo de uma crise económica e financeira", mas adiantou a necessidade se as finanças voltarem "ao bom caminho", sem défices excessivos.

A Comissão Europeia lançou hoje processos de sanções a Portugal e Espanha, ao concluir que os dois países não tomaram "medidas eficazes" para corrigir os seus défices excessivos, passando a palavra aos ministros das Finanças da União Europeia.

Após a Comissão adotar hoje recomendações ao Conselho a constatar que Portugal e Espanha "necessitarão de novos prazos a fim de corrigir os seus défices excessivo" (que no caso português era 2015), por não terem feito os esforços suficientes para atingir as metas estabelecidas, os ministros das Finanças dos 28 (Ecofin) deverão pronunciar-se já na reunião da próxima terça-feira sobre este parecer, após o que o executivo comunitário "tem a obrigação legal de apresentar, no prazo de 20 dias, uma proposta de multa a aplicar".

Lusa

  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.