sicnot

Perfil

Economia

António Ramalho confirmado como presidente do Novo Banco

António Ramalho será o novo presidente do Conselho de Administração do Novo Banco, anunciou hoje o Banco de Portugal em comunicado.

António Ramalho, atual presidente das Infraestruturas de Portugal e antigo vice-presidente do BCP.

António Ramalho, atual presidente das Infraestruturas de Portugal e antigo vice-presidente do BCP.

SIC/ Arquivo

"O Banco de Portugal nomeou, sob proposta do Fundo de Resolução, na qualidade de único acionista do Novo Banco, S.A., António Manuel Palma Ramalho para o cargo de presidente do Conselho de Administração do Novo Banco", lê-se no comunicado.

A escolha de António Ramalho, atual presidente do Conselho de Administração da Infraestruturas de Portugal (empresa que resultou da fusão da Estradas de Portugal com a Refer), para o Novo Banco - sucedendo a Eduardo Stock da Cunha - já tinha sido noticiada anteriormente pela imprensa.

"A nomeação do Dr. António Ramalho produz efeitos a 1 de agosto do corrente ano. Até lá, o Dr. Eduardo Stock da Cunha permanecerá em funções, permitindo desta forma uma transição que assegura que são prosseguidos os objetivos traçados para o Novo Banco, bem como a execução do plano de reestruturação oportunamente discutido com as autoridades europeias", refere o BdP.

António Ramalho foi presidente do Conselho de Administração da Unicre (2006 a 2010) e membro do Conselho de Administração Executivo do Banco Comercial Português (2010 a 2012).

Já Eduardo Stock da Cunha deixa o Novo Banco, onde estava desde setembro de 2014, para regressar ao britânico Lloyds Banking Group.

O Novo Banco é o banco de transição que resultou da resolução do Banco Espírito Santo (BES), em agosto de 2014, tendo ficado com os ativos e passivos considerados menos problemáticos.

Ainda assim, o banco tem vindo a acumular prejuízos na ordem dos 980,6 milhões de euros, em 2015.

António Ramalho vai assumir a liderança do Novo Banco quando este está em processo de venda, tendo o Banco de Portugal recebido até final de junho quatro propostas de compra, não tendo divulgado os nomes dos interessados.

Com Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Cultura

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16